Xiaomi Lei Jun fabricante Android
Lei Jun, CEO da empresa chinesa fundada em 2010. Agora já é uma das 4 maiores fabricantes mundiais.

Faltam 6 dias para a próxima grande apresentação do mundo mobile e todas as atenções já estão concentradas em Shenzen, cidade que acolherá o evento. Aí, a 4ª maior fabricante mundial e 4ª maior fabricante na Europa apresentará o Xiaomi Mi 8. Ora, bem como um Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition). Dois novos smartphones com a plataforma Android.

Esta ilação é deduzida a partir de vários indicadores. De um lado temos as fugas de informação de natureza dual. Apontando características díspares, veja-se este último relato. Perfeitamente contrastante com este, anterior.

Vê ainda: Essential Phone 2 suspenso, pai do Android pondera a venda da Essential

Mais ainda, temos agora novas fontes a apontar um smartphone Xiaomi Mi 8, mais mundano, e um Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition). Este último será a verdadeira “jóia da coroa”, com todos os trunfos que poderão abalar o mercado Android e todo o mercado mobile.

Depois de em 2016 a Xiaomi ter lançado a nova tendência dos ecrãs com margens reduzidas com o seu Mi MIX, em 2018 teremos uma nova revolução. Todavia, o Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition) incluirá várias tecnologias que ainda carecem de desenvolvimento e provas dadas no dia a dia.

Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition) será “o verdadeiro” topo de gama Android

Algo que, a meu ver, motivou a marca a criar duas versões. A primeira, destinada a vender milhões de unidades. A segunda, destinada a comemorar o 8º aniversário da empresa, estando equipada com o sistema de reconhecimento facial 3D (este sim, similar ao Face ID da Apple). De igual forma também trará o sensor biométrico / leitor de impressões digitais embutido ou sob o ecrã. Mais ainda, é possível (ainda que pouco provável) que chegue já sem a notch. Sem o entalhe e com a câmara frontal embutida na estrutura metálica, algo que já vimos no Vivo Apex. Em seguida temos uma imagem de um dos protótipos a serem testados.

Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition) Xiaomi Mi 8 Android Mi 7 MIUI 10
Podemos aqui contemplar um protótipo do próximo terminal Android.

O dispositivo acima representado foi visto num pequeno vídeo, cortesia da SlashLeaks. Aqui, temos um smartphone Android com uma construção translúcida. Temos presente a notch no topo do ecrã com uma largura considerável, uma imposição necessária para acomodar todos os sensores exigidos pelo sistema de reconhecimento facial 3D.

Quais as diferenças entre o Xiaomi Mi 8 e Xiaomi Mi 8 SE?

Repare-se também na ausência aparente o leitor de impressões digitais. Algo que nos remete imediatamente para a sua inclusão sob o ecrã. Aqui, acredito que pelo menos a variante SE venha a incorporar esta característica.

Aqui, expressando a minha opinião com base em meses de rumores e fugas de informações, acredito que existam efectivamente duas versões para este smartphone Android. A primeira terá “apenas” o sistema de reconhecimento facial 3D. Algo que justificará a sua notch.

A segunda variante, o Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition) trará sistema citado supra, bem como o leitor de impressões digitais no ecrã. Será uma variante mais seleta, mais cara e menos disponível. Algo que se deve, em parte, às dificuldades na produção em massa deste tipo de sensores, preparados para o grande público.

Xiaomi Mi 8 SE Android Oreo MIUI 10
A fabricante Android prepara-nos para um grande lançamento de produtos no dia 31

Mais ainda, as diferenças vão sentir-se a nível de memória e armazenamento. Aqui baseando a nossa peça na publicação de @IshanAgarwal24, fonte que já nos trouxe várias informações sobre a marca no passado.

Software – Android Oreo com um vislumbre da interface MIUI 10

Segundo esta fonte, o Xiaomi Mi 8 estará disponível com 4GB ou 6GB de memória RAM. Aqui com 64GB de armazenamento interno. Chegará em Prateado, Azul, Dourado e Vermelho, sendo construído em vidro.

Já a versão especial, o Xiaomi Mi 8 SE (Special Edition) chegará com 6GB de memória RAM e 64/128/256GB de armazenamento interno. Este estará disponível em Preto, Azul, Branco e Dourado.

Nenhuma das variantes terá armazenamento interno expansível. Algo a que a marca já nos habituou. Acredita-se ainda que ambos os terminais serão construídos em vidro. Sendo provável que a versão de topo (SE) conte também com um acabamento em cerâmica.

Estrear-se-ão com o sistema operativo Android Oreo, para já com a MIUI 9.5, sendo também apresentada a próxima versão, MIUI 10. Mais ainda, na sua traseira teremos uma câmara dupla composta por 16MP e por 20MP.

Xiaomi quer vender 100 milhões de smartphones em 2018

Este ponto é particularmente importante. Ora, apesar de durante o primeiro trimestre do ano a empresa já ter vendido mais de 25 milhões de unidades, a meta é ambiciosa. Segundo as agências de análise de mercado a tecnológica chinesa está no bom caminho.

Todavia, esta é mais uma das razões pela qual acredito na existência de uma versão SE. Esta reunindo os maiores trunfos e avanços na tecnologia. Versão que será complementada pelo Xiaomi Mi 8 standard, voltado para o grande público.

Algo que em última análise também ajudaria a explicar a dualidade nos rumores. Bem como as diversas de fugas de informações alusivas a este terminal. Mais ainda, em ambas as versões teremos o mesmo processador, o Snapdragon 845 da Qualcomm.

Os novos produtos, bem como a MIUI 10, serão apresentados no dia 31 de maio, na China.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Redmi S2 – Primeiras impressões do novo smartphone

Android. Os 5 aspetos que fazem do HTC U12+ um ótimo equipamento

Em cerca de 3 anos, os Sony Xperia poderão desaparecer

Fonte

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).