Xiaomi Mi 8 MIUI 10 Xiaomi Smart Band 3 transparente
Este é o novo topo de gama, na sua versão Premium.

Escassos dias após a sua apresentação oficial, o Xiaomi Mi 8 Explorer Edition é, no meu entender, a melhor cópia do iPhone X até à data. Económico, mais poderoso e com mais “truques” do que o topo de gama da Apple, a Xiaomi tem aqui um vencedor.

Sentimos que a Apple mudou a face do mercado de dispositivos móveis em setembro de 2017. Aí, quando o iPhone X foi apresentado o mundo ficou em êxtase. O primeiro iPhone a abdicar das margens, a abdicar do leitor de impressões digitais (TouchID).

Vê ainda: Nokia 5.1 – o novo ”clássico”preparado para 2018 com Android One

Seria também o primeiro iPhone a introduzir o sistema de reconhecimento facial 3D – FaceID. Algo que até há bem pouco tempo estava longe dos smartphones Android pelo custo de produção envolvido e necessário para a sua implementação.

Agora, com o novo Xiaomi Mi 8 temos um novo topo de gama Android e as semelhanças com o iPhone X da Apple são claras como o dia. Não é mau, não é bom, é um facto.

Terá o Xiaomi Mi 8 uma crise de identidade?

Em primeiro lugar, o Xiaomi Mi 8 sucede ao Mi 6 tendo a empresa de Lei Jun saltado o “Mi 7”. A razão para tal prende-se com a celebração do 8º aniversário da empresa fundada em 2010 que nos brinda com este smartphone Android. Equipamento com câmara dupla vertical separada pelo flash LED e com câmara de infra-vermelhos na sua “notch” para desbloqueio. Note-se aqui que temos diferenças entre o sistema de reconhecimento facial do Xiaomi Mi 8 e Xiaomi Mi 8 Explorer Edition, algo que foi aqui explicado.

Temos 3 novos smartphones da “Apple chinesa”

A maior diferença entre o Xiaomi Mi 8 e o iPhone X da Apple é o seu sistema operativo. Em vez do iOS temos aqui o Android Oreo. Por cima, o novo terminal utilizará a recém-apresentado MIUI 10, a interface própria da marca.

Xiaomi Mi 8 e Apple iPhone X, separados pelo sistema operativo?

Com a sua própria assistente virtual por voz, a Xiao Ai e também com suporte para o Modo Retrato para smartphone com uma só câmara. A MIUI 10 está ainda a ser desenvolvida e ainda não existem datas de chegada da versão estável e global.

As semelhanças tornam-se ainda mais notórias ao olhar para o ecrã do iPhone X e para o Xiaomi Mi 8 e Mi 8 Explorer Edition. Aqui, com 6.21 polegadas de ecrã AMOLED, temos um belíssimo painel frontal.

Xiaomi Mi 8 Apple iPhone X iPhone 8 Plus iOS
O ecrã do iPhone X da Apple destaca-se pela “monocelha”.

Todavia, no iPhone X da Apple o ecrã estende-se mais até ao fundo do painel frontal, ao passo que no Xiaomi Mi 8 ainda temos um pequeno queixo. Mais ainda, o novo terminal Android conta com um inovador sistema de localização GPS. Temos aqui um novo chip da Broadcom.

Para a DxOMark o Xiaomi Mi 8 é melhor que o Apple iPhone X

A precisão da localização passa de 5 metros para uns meros 30 centímetros, sendo esta uma das maiores inovações presentes nos Xiaomi Mi 8. Todavia, tal como aqui demos a conhecer, a Xiaomi passa de uma marca com câmara medíocres para o atual Top 5 da DxOMark.

A fabricante chinesa surpreendeu-nos também com uma versão (ainda mais) económica do seu topo de gama. O Xiaomi Mi 8 SE que aqui demos a conhecer chegará com um ecrã de 5.88 polegadas Super AMOLED. Destaca-se por ser o primeiro a utilizar o processador Snapdragon 710 da Qualcomm.

Xiaomi Mi 8 Android Oreo Google MIUI 10 6
Apenas o dispositivo Explorer Edition conta com o reconhecimento facial 3D.

Já por outro lado, ambos os Xiaomi Mi 8 e Mi 8 Explorer Edition utilizam o processador topo de gama, o Snapdragon 845. Já a nível de armazenamento, a versão standard conta com 64/128 e 256GB de armazenamento. Conta com 6GB de memória RAM.

A versão Explorer Edition conta com 8GB de memória RAM e 128GB ou 256GB de armazenamento interno. Já a versão SE apresenta 4GB ou 6GB de memória RAM e 64GB de armazenamento interno.

É o primeiro Android com o sistema de reconhecimento facial 3D – Face ID

Se estás à procura de algo ainda melhor que o Xiaomi Mi 8 então não penses duas vezes e agarra o Xiaomi Mi 8 Explorer Edition. Aliás, é o que eu faria sem pensar duas vezes! Poderás utilizar o leitor de impressão digital já embutido no ecrã.

Com efeito, temos aqui o sensor biométrico alojado sob o vidro do ecrã e como se isto não bastasse temos aqui o Face ID. Ou melhor, um sistema de reconhecimento facial 3D para desbloqueares o teu smartphone.

Este é o primeiro Android que é capaz de mapear o teu rosto (mapeamento 3D) para autenticação e reconhecimento facial. Já na versão Mi 8 standard temos o reconhecimento facial 2D. Agora com um iluminador IR para que desbloqueie perfeitamente no escuro.

Animojis da Apple, agora nos Xiaomi Mi 8

Mais ainda, temos uma traseira transparente. Preciso de dizer algo mais? Ah, sim…também temos aqui os animojis sem tirar nem por.

Faltou “apenas” o carregamento sem-fios, algo que poderá ser um deal-breaker para alguns consumidores. Para outros poderá não passar de mais uma função que provavelmente nem utilizaria. Já por outro lado, temos o Quick Charge 4.0 da Qualcomm.

Preços “incríveis” para o Xiaomi Mi 8

A nível de preços, para o mercado chinês, os valores começam nos 2699 yuan ou cerca de 421 dólares ou 363 euros. Valor para a versão com 6GB de memória RAM e 64GB de armazenamento interno.

Apple iPhone X Xiaomi Mi 8 Explorer Edition 2
Conta com uma traseira transparente. E sim, estes são os seus componentes internos.

Caso precises de uma versão com mais memória interna teremos a versão com 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. Custa 2999 yuan, cerca de 468 dólares ou 403 euros.

Preços são uma lição de humildade face à Apple e ao iPhone X

Temos também uma terceira versão com 6GB de memória RAM e 256GB de armazenamento interno. Custa um total de 3299 yuan, cerca de 515 dólares ou 443 euros.

A nível de preços, o Xiaomi Mi 8 Explorer Edition custa 3699 yuan, cerca de 577 dólares ou 497 euros. Preço para a versão com 8GB de memória RAM e 128GB de armazenamento interno.

Os preços do Xiaomi Mi 8 SE começam nos 1799 yuan, o equivalente a 281 dólares ou 242 euros. Valor para a versão com 4GB de memória RAM e 64GB de armazenamento interno.

Temos também uma versão com 6GB de memória RAM e 64GB de armazenamento interno. O seu preço é de 1999 yuan, o equivalente a 312 dólares ou cerca de 268 euros. Valores à atual taxa de conversão.

Em última análise, a Apple chinesa merece este apelido. Já por outro lado é preciso ser-se ignóbil para não louvar estes fantásticos preços! Mais ainda, não me chateia minimamente esta estratégia da Xiaomi.

A marca já é a 4ª maior fabricante mundial e 4ª maior fabricante na Europa e agora chegaram estes novos “conquistadores”.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Motorola Moto Z3 Play é testado com Snapdragon 660 da Qualcomm

A aplicação mais inútil da Google Play Store que custa 300€ está grátis

Apple iPhone SE 2: Nova película mostra-nos a presença de uma notch

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).