Home Android

Xiaomi Mi 7. 5 trunfos que vão garantir o sucesso deste Android

Acrescentarias algum ponto a esta lista ou Top 5?

Xiaomi Mi 6 Xiaomi Mi 7 Android Oreo
Aqui podemos ver uma das mais elegantes cores / esquemas de cor para o topo de gama de 2017.

A fabricante de dispositivos móveis Android fundada por Lei Jun nasceu em 2010. Ora, desde então já se tornou numa das 5 maiores fabricantes mundiais. Mais ainda, a marca começaria já a vender os seus equipamentos em algumas das principais lojas físicas nacionais como a Worten, Fnac, entre outras. Seria uma entrada discreta mas faria correr muita tinta. Agora, já está a preparar a apresentação do seu próximo smartphone Android, o Xiaomi Mi 7.

Note-se que esta é a marca que mais tem surpreendido até as agências de análise de mercado nos últimos meses. Mais ainda, segundo a agência Gartner, a Xiaomi acabou 2017 com 6.9% da quota de mercado mundial. Com efeito, no último trimestre de 2017 vendeu um total de 28,187.8 unidades. Mais concretamente, registou um impressionante crescimento face ao período homólogo de 2016. Aí teria um total de 3.6% de quota de mercado com 15,751.3 unidades vendidas nos últimos três meses do ano.

Vê ainda: 50 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Em primeiro lugar quando é que chegará o Xiaomi Mi 7? Ora, segundo alguns rumores o topo de gama Android chegará no próximo mês de junho, algo que vai ao encontro das nossas previsões. Mais ainda, o a sua apresentação seria atrasada uma vez que a marca acabou de apresentar o Xiaomi Mi MIX 2S no passado dia 27 de março. Poderás encontrar aqui, todas as novidades sobre o novo phablet.

Entretanto veríamos também a confirmação de que este smartphone Android contará com a “notch” do iPhone X da Apple. Ou melhor, uma abordagem semelhante à de Cupertino para albergar o auscultador, câmara frontal e sensores necessários. A confirmação seria obtida através da análise dos ficheiros de firmware (software de sistema) respeitantes ao Xiaomi Mi 7. Poderão consultar aqui as conclusões do portal XDA Developers. Todavia, agora passemos às melhores qualidades do próximo topo de gama Android.

Xiaomi Mi 7 – 5 pontos essenciais para o seu sucesso

1- Em primeiro lugar este smartphone Android utilizará o processador Snapdragon 845 da Qualcomm. Mais corretamente, este é o mais poderoso “motor” da fabricante norte-americana. De facto, sendo um SoC octa-core temos aqui 4x2.8 GHz Kryo 385 Gold e 4×1.8 GHz Kryo 385 Silver. Mais ainda, utilizará a gráfica Adreno 630 para um desempenho de topo em todo o tipo de jogos para Android, entre outras tarefas exigentes.

Snapdragon 845 e ecrã OLED no Xiaomi Mi 7

2– Em segundo lugar teremos um novo ecrã OLED, fabricado pela Samsung. Esta é a fabricante que também produz os ecrãs OLED do iPhone X. Posto isto, podermos contar com um ecrã igualmente fascinante. Mais ainda, este será um dos primeiros smartphones da Xiaomi a contar com o “Ecrã de Repouso” ou o Always-On Display. Note-se que nos ecrãs IPS LCD este recurso não é adoptado pois acaba por consumir demasiada energia para ser rentável.

A presença deste painel produzido pela Samsung está praticamente confirmado tendo em conta o vasto número de fugas de informação. Aliás, até o seu firmware (software) de sistema Android já conta com suporte para a função Always-On. Ora, isto é algo que está em falta no Mi MIX 2S uma vez que este usa um painel IPS LCD. Mais ainda, teremos também, (infelizmente para alguns utilizadores) a notch, recorte, entalhe ou monocelha neste ecrã com formato 19:9.

Leitor de impressões digitais sob o ecrã deste smartphone Android

3– Com efeito, esta é uma das hipóteses que tem sido avançada para este smartphone Android. Porém, poderá o Xiaomi Mi 7 já trazer este trunfo? Tendo em conta que a sua apresentação só deverá ocorrer durante o Verão acreditamos que até lá esta tecnologia já tenha amadurecido. Mais ainda, os rumores têm sido bastante concisos ao indicar a presença deste sensor biométrico sob o ecrã. Algo que o Huawei Mate RS Porsche Designconseguiu fazer.

Xiaomi Mi 7 Android Oreo 1
Podemos aqui contemplar uma das primeiras imagens minimamente realistas do dispositivo móvel.

Para além do seu poderoso processador, Snapdragon 845 e de uma bateria provavelmente com 4000mAh de capacidade este seria um dos maiores trunfos. Com efeito, o mundo mobile anseia pela generalização desta tecnologia que ficamos a conhecer em primeiro lugar nos smartphone da Vivo como o Vivo Apex. Todavia, para já não temos qualquer prova concreta de que este sensor estará efetivamente presente no Xiaomi Mi 7.

Reconhecimento facial 3D (Face ID) neste smartphone Android

4- Neste momento a única empresa que nos oferece um reconhecimento facial 3D para desbloquear o smartphone é a Apple. Mais concretamente com o seu iPhone X. É verdade que temos vários smartphones como o OnePlus 5T com o reconhecimento facial (2D) para desbloqueio do equipamento Android, a segurança não é a mesma. Com o recurso a uma simples fotografia é possível enganar o Face Unlock, o mesmo não sucede com o reconhecimento facial 3D, mais concretamente o Face ID.

Agora, para este smartphone Android, também poderemos contar com o reconhecimento facial tri-dimensional para uma autenticação segura. Pelo menos, assim nos sugerem os vários rumores em torno do Xiaomi Mi 7. Será um mecanismo de autenticação alternativo à impressão digital / sensor biométrico, palavra-passe, padrão, etc.

Câmara dupla e carregamento sem-fios

5- Desde que a Huawei popularizou a utilização de duas câmaras na traseira de um smartphone em 2016 que veríamos a indústria a seguir o seu exemplo. Mais ainda, desde então tal se tornou praticamente obrigatório. De facto, um smartphone topo de gama que se preze, para ser aceite pelos consumidores necessita de ter uma câmara dupla. Pelo menos na sua traseira. Algo que tanto se aplica ao “universo” Android como iOS.

Agora, para o Xiaomi Mi 7 não temos a menor dúvida de que tal suceda. Mais ainda, teremos uma câmara dupla, agora com alinhamento vertical. Aqui será o contrário do Xiaomi Mi 6 que chegou equipado com uma câmara dupla na horizontal. Esperamos que este Mi 7 herde as capacidades fotográficas do Mi MIX 2S, o novo phablet Android da marca e um dos melhores smartphones na DxOMark.

Por último, também o carregamento sem-fios será um grande trunfo para este smartphone Android. Uma pequena “grande” comodidade que facilita o dia-a-dia do utilizador. Mais ainda, poderíamos até especular que o seu preço será competitivo. Porém, isso já é praticamente uma certeza!

E tu, o que acrescentarias a esta lista de trunfos para o Xiaomi Mi 7?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Black Shark chega dia 13 de abril, em seguida chega o OnePlus 6

Xiaomi Black Shark. Poderá este ser o smartphone Android para jogos?

Xiaomi Mi MIX 2S completamente esgotado após breves minutos

Fonte |

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).