Xiaomi Mi 11 volta a ser desmontado. Conhece as 'entranhas' do smartphone

Bruno Coelho
Comentar

No início deste mês de fevereiro a Xiaomi apresentou globalmente o seu primeiro smartphone topo de gama para 2021 - o Mi 11. Dias depois, a fabricante partilhou um vídeo a desmontar o equipamento, sobre o qual podes conferir a nossa cobertura.

Mas quando falamos em desmontagens de smartphones, há um YouTuber incontornável. Falamos de Zach Nelson, do canal JerryRigEverything, que também já explorou as “entranhas” do Mi 11 em vídeo.

A partir do momento em que o painel de vidro traseiro é retirado, há alguns pormenores que saltam imediatamente à vista. E o primeiro é a bobina que permite ao smartphone carregar sem fios a 50W.

A bateria de 4600mAh pode parecer à primeira vista apenas uma sólida unidade. Mas para conseguir tais velocidades, foi dividida em duas células que permitem que assim o carregamento seja agilizado.

Como um pequeno lego, vamos vendo o equipamento a ser desmontado. E mesmo que o terminal não esteja abrangido por nenhuma norma IP, é possível notar em vários momentos a preocupação com a proteção contra a água.

Outro pormenor interessante é a localização do sensor de proximidade. Para alcançar as margens reduzidas que encontramos neste terminal, a Xiaomi colocou essa unidade por baixo do ecrã, à semelhança do sensor biométrico.

O Xiaomi Mi 11 é um smartphone muito poderoso, e não falha na resistência. O mesmo YouTuber já testou o Mi 11 no seu habitual teste de dobragem, que também podes conferir em vídeo. Recorde-se que o Mi 11 tem chegada prevista a Portugal para o final de fevereiro, com um valor recomendado de 749 €.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.