Xiaomi Mi 11 Lite dá mais um passo rumo ao lançamento oficial

Bruno Coelho
Comentar

No início deste ano a Xiaomi lançou globalmente o Mi 11. No entanto, sabe-se que será lançada em breve uma versão mais modesta chamada Mi 11 Lite. Esta deu agora mais um passo rumo ao lançamento.

Segundo revela o leaker Abhishev Yadav, o equipamento com o número de modelo M2101K9AG passou agora pela certificação da IMDA. É mencionado que terá 5G, Bluetooth 5.2, Wi-Fi e NFC.

Recorde-se que o equipamento já foi certificado nas bases de dados mais importantes. Destaca-se a passsagem pela EEC na Europa, pela FCC nos Estados Unidos, a Bluetooth SIG e a IMDA agora em Singapura.

Ao que tudo indica, a Xiaomi vai lançar o Mi 11 Lite em duas versões. Tal como no ano anterior, uma delas terá suporte para 5G. No entanto, a listagem da BIS na Índia revela a existência de uma versão 4G LTE.

Entre as duas versões, não é de esperar que existam grandes diferenças nas especificações técnicas. O processador de ambos será invariavelmente diferente e, claro, a versão 5G será mais cara. Os dados revelam versões de 6GB de RAM e 64GB ou 128GB de armazenamento interno e bateria de 4150mAh.

Render não-oficial do Xiaomi Mi 11 Lite

A renderização do alegado Mi 11 Lite já partilhada na rede social chinesa Weibo, mostra que o design do Mi 11 Lite vai colher inspiração à sua versão base. A principal diferença será no facto de não ter um ecrã curvo.

Este ecrã será, segundo os rumores, um painel LCD com taxa de atualização de 120Hz. Já foi anteriormente referido que a versão 4G será equipada com o processador Snapdragon 732G que encontramos também no POCO X3 NFC. Não existe ainda indicação de qual será o processador do Mi 11 Lite 5G.

Editores 4gnews recomendam:

  • Asus ROG 5: smarthone gaming já tem data de lançamento oficial
  • Xiaomi Portugal confirma ofertas de lançamento com o Mi 11
  • Google lança versão de testes do Android 12. Conhece as novidades
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.