Xiaomi lança um massajador de joelho com um preço bem apetecível

Filipe Alves

Se és daqueles, como eu, que sofre do joelho sempre que o tempo muda, a Xiaomi tem um novo gadget para ti. A empresa asiática acabou de lançar no seu website de crowdfunding um massajador que serve não só para o joelho, como para o cotovelo e ombro.

O pequeno gadget surpreende em muitos aspetos, porém, o preço é aquele que mais me chama a atenção. O novo produto da Xiaomi será lançado na China com um preço a rondar os 60€. Um preço seriamente apetecível se passas a vida agarrado à rótula.

Xiaomi lança um massajador de joelho com um preço bem apetecível

O massajador conta com tecnologia que faz com que as dores sejam aliviadas. O facto de não só massajar mas também ser quente, faz com que a sua introdução seja mais agradável do que os massajadores que vemos à venda.

Mas nem tudo é perfeito neste massajador da Xiaomi

Contudo, o gadget não é perfeito. Como podes ver na imagem, o seu ecrã LCD conta com linguagem chinesa. Se a linguagem fosse toda no ecrã não haveria problemas em mudar para Inglês, contudo, tal não é o caso. Ou seja, se um dia comprares este gadget tens de ter isso em conta.

Xiaomi lança um massajador de joelho com um preço bem apetecível

De forma a ser independente, o massajador conta com uma bateria que é carregada como USB-C. O ciclo de massagem dura apenas 15 minutos, porém, acredito que seja mais do que o suficiente para te aliviar as dores. Com a temperatura entre os 0ºC e os 40ºC poderás definir naquele pequeno ecrã LCD qual o mais comodo para ti. \

Massajador Xiaomi

Este pequeno gadget está à venda na China, como referi, por 60€ e ainda que não existam certezas deverá chegar às lojas oriundas da China se for um sucesso. É apenas uma pena que o LCD conte com a linguagem em chinês, ainda assim, fico tentado a comprar se existir essa possibilidade.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.