Xiaomi lidera no 2º maior mercado do mundo. Samsung e Realme jogam à apanhada

Bruno Coelho
Comentar

Depois da China, a Índia é o segundo maior mercado em nível de vendas no setor mobile. E no primeiro trimestre de 2020 foi mesmo o único dos três maiores a crescer face ao período homólogo, embora apenas 1.5%, segundo os analistas da IDC.

Este é um mercado onde os canais online têm grande preponderância (43.1%), e é também por isso que a Xiaomi já o domina de forma incontestada. A fabricante chinesa cresceu apenas 3.4% face a 2019, mas já tem 31.2% de quota de mercado.

Subindo 63.3%, a Vivo aparece tranquila no segundo lugar com 21% de quota de mercado. Mas nos dois lugares abaixo, Samsung e Realme jogam literalmente à apanhada.

Samsung desceu para 15.6% e Realme já tem 13.1% de quota de mercado

A poderosa fabricante sul-coreana decresceu 28.4% num ano, e isso significou uma descida para o terceiro lugar neste mercado. Tem agora 15.6% de quota, e está prestes a ser apanhada pela Realme, que tem dois anos de vida.

A jovem marca chinesa tem apostado forte na Índia, e isso fez com que crescesse 119.4% num ano. Se no primeiro trimestre de 2019 tinha 6.1% de quota de mercado, agora conta com 13.1%.

Para termos uma maior noção da queda da Samsung, a fabricante registou o menor número de envios nos últimos cinco anos. Os modelos mais competitivos da Realme parecem estar a fazer grande efeito neste mercado, e pode ser uma questão de tempo até ultrapassar a Samsung,

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi Black Shark 3 à venda na Europa. Preço fantástico e especificações de sonho
  • Xiaomi MIUI 12 já tem data de lançamento global! Sabe que smartphones recebem primeiro
  • Xiaomi Redmi 10X tem especificações confirmadas na Google Play Console
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt