Xiaomi irá deixar de lançar versões beta para a MIUI Global

Carlos Oliveira
Comentar

A Xiaomi serviu-se do fórum da sua comunidade para nos dar a notícia. A partir do dia 1 de julho, a chinesa colocará um ponto final no programa beta para a versão global da MIUI.

Mesmo tomando esta medida, a Xiaomi quer continuar a receber feedback dos seus utilizadores. Para isso irá servir-se de outras plataformas, embora não tenha referido quais serão.

Mais estabilidade é a justificação da Xiaomi para esta medida

Para justificar o fim do programa beta da MIU Global, a Xiaomi diz querer dar aos seus utilizadores uma experiência de software mais estável. À medida que o número de utilizadores cresce em todo o mundo, a empresa chinesa pretende igualar as expectativas destes.

Outro dado avançado pela Xiaomi é o de que são cada vez mais aqueles que usam as versões beta da MIUI de forma diária. A tecnológica alerta para o facto de estas versões serem suscetíveis de bugs e que são libertadas com o intuito de obter a opinião dos utilizadores.

Assim, a Xiaomi colocará um ponto final no seu programa beta para que os utilizadores utilizem apenas a versão estável da MIUI. Dessa forma, os utilizadores terão acesso ao software no seu estado final e com a estabilidade que todos desejam.

Xiaomi já tinha eliminado o programa beta da MIUI para os gama de entrada

Há dias surgiu a notícia de que a Xiaomi iria deixar de lançar versões beta da MIUI para alguns smartphones. Em causa estão equipamentos de gama de entrada e os que tenham mais de um ano de existência. Essa medida terá efeitos a partir do próximo dia 5 de julho.

Neste caso, a Xiaomi não especifica qual variante da MIUI será afetada, o que nos indica que se refira a todas as suas versões. Importa notar que a chinesa possui uma versão da sua interface para a China e outra para os mercados globais.

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.