Xiaomi Gartner Android Oreo lista Samsung Galaxy S9 minerar Criptomoedas
A concorrência das fabricantes chinesas de processadores não está a preocupar a gigante tecnológica sul-coreana.

O 2º maior mercado mundial de dispositivos móveis e smartphones já não é dominado pela Samsung desde o último (4º) trimestre de 2017. No que ao volume de vendas diz respeito, segundo as agências CounterPoint Research e CMR, a Xiaomi já vende mais dispositivos Android do que a fabricante sul-coreana. Em crescendo está também a sub-marca da Huawei, a Honor.

Com efeito, neste momento o mercado de dispositivos móveis na Índia já é dominado pelos smartphones Android da Xiaomi.  Algo que já não nos surpreende perante o crescimento da fabricante chinesa no final do ano passado.

Vê ainda: Xiaomi anuncia a sua nova scooter elétrica ‘Smart’ por 632€

Agora, a agência Counterpoint publicou o seu mais recente relatório alusivo ao 1º trimestre de 2017. Aqui podemos ver que a Xiaomi cresceu ainda mais face à Samsung, solidificando a dominância dos seus dispositivos móveis Android. Todavia, a Xiaomi não é a única fabricante Android a crescer consideravelmente neste grande mercado.

Pela primeira vez, a sub-marca da Huawei, a Honor entrou no Top 5 das maiores fabricantes na Índia. A marca que ainda recentemente nos apresentou o smartphone Huawei Honor 10 cresce assim perante a Samsung (2º lugar) e a Xiaomi (1º lugar).

A Xiaomi domina, Samsung em 2º lugar, Huawei e a sua Honor em 5º lugar

Neste momento a sub-marca da Huawei, a Honor conta com 3.4% de quota de mercado, algo que já se antevia depois de no final de 2017 a Honor ter revelado a sua intenção de entrar na Índia. Aliás, a sub-marca da Huawei afirmaria aqui que em 2020 quer suplantar até mesmo a Samsung e a Xiaomi, tornando-se assim na líder de mercado. Este grande mercado, ávido por novos dispositivos móveis Android e iOS não apresenta sinais de saturação e torna-se cada vez mais apetecível para as fabricantes.

Samsung Xiaomi Huawei Honor 10 Honor 8 Android Oreo mercado mundial Huawei Honor V10 smartphone Kirin 970
As fabricantes chinesas como a Huawei e a sua sub-marca Honor estão em franco crescimento na Índia.

Honor, a sub-marca da Huawei em forte crescendo com os seus Android

No primeiro trimestre de 2018, face ao período homólogo de 2017, veríamos 3 fabricantes chinesas a crescer a dois dígitos no mercado indiano com os seus dispositivos Android. Com efeito, a Xiaomi, a OnePlus e a Honor, sub-marca da Huawei.

Entre 2017 (1º trimestre) e 2018 (1º trimestre) a Xiaomi cresceu 134%. A OnePlus cresceu 146% e a Honor cresceu 112%. A fórmula de sucesso? Dispositivos móveis Android com preço acessível e características técnicas convincentes. Fórmula que se aplica tanto ao segmento de entrada como ao segmento premium.

Samsung tem 26.2% de quota de mercado com os seus Android

Samsung Xiaomi Android smartphones
A Samsung é a 2ª maior fabricante neste mercado ávido por smartphones Android.

Já por outro lado, a Xiaomi apresenta agora uma confortável quota de mercado com 31.1% neste mercado de dispositivos móveis. É um crescimento abrupto face aos 13.1% que detinha no 1º trimestre de 2017.

A Samsung também cresceu, apesar de pouco. Entre o 1º trimestre de 2017 e o 1º trimestre de 2018 aumentou a sua quota de mercado. Cresceu de 25.9% para 26.2%. A fabricante sul-coreana tem sido empurrada para o 2º lugar desde que a Xiaomi tomou a dianteira no final de 2017.

A Samsung foi a líder na Índia com os seus dispositivos móveis Android durante vários anos. A sua posição não foi posta em causa até ao advento das fabricantes chinesas como a OnePlus, Huawei (Honor) e sobretudo a Xiaomi. Esta última tornou-se extremamente popular com os seus Xiaomi Redmi Note 4 – dados da AppBrain.

A Samsung também é popular pelos telemóveis na Índia

Samsung Xiaomi Android smartphones 1
Também no que aos telemóveis diz respeito, a Samsung tem uma posição confortável, apesar de não ser a líder.

O conglomerado sul-coreano encontra-se agora rodeado de rivais chinesas, ávidas por conquistarem mais quota de mercado. Relembro ainda em em fevereiro último a Samsung negou o relato da agência IDC.

Poderá a Xiaomi e Huawei (Honor) empurrar para baixo a Samsung?

Já então a agência de análise de mercado afirmou que era a Xiaomi, e não a Samsung, a líder de mercado. Agora, os novos relatórios deixam pouca sombra para dúvidas, a Xiaomi é a líder incontestável do 2º maior mercado mundial de smartphones.

Mais ainda, apesar de as fabricantes terem ganho (ou cedido) terreno, o volume de vendas de smartphones permaneceu largamente inalterado. Com efeito, entre o 1º trimestre de 2017 e o 1º trimestre de 2018  o número de smartphones vendidos permaneceu estático.

Mercado dos telemóveis em queda, smartphones em crescendo – Counterpoint

Já por outro lado, o mercado mundial de smartphones (telemóveis inteligentes) cresceu cerca de 48% face ao valor registado no 1º trimestre de 2017. Este crescimento deveu-se, entre outros factores, à estagnação e declínio no mercado dos telemóveis.

A agência Counterpoint, no seu relatório cita ainda que existiu uma dura competição nos últimos lugares do Top 5 na Índia. Aqui o último lugar do pódio seria disputado entre a Honor, a Lava, Micromax, a Nokia e a Lenovo (Motorola). Eventualmente venceria a Honor, sub-marca da Huawei.

Já no segmento Premium (450 ou mais dólares), a Samsung manteve a sua liderança. Registou mais de 50% de quota de mercado. Aqui os responsáveis foram os Samsung Galaxy S9 e S9 Plus. A OnePlus seguiu de perto, com 25% de quota neste segmento premium.

Assuntos relevantes na 4gnews:

XiaomMi 6X revelado em 2 novos vídeos ‘hands-on’ na Internet

LG G7 ThinQ chega dia 2 de maio com ecrã ‘FullView’

Na China, a Huawei é a que mais vende e a Apple quem mais lucra

Fonte |

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).