Xiaomi explica porque smartphones com câmaras debaixo do ecrã ainda demorarão

Carlos Oliveira
Comentar

Uma das tecnologias pelas quais mais ansiamos é inclusão das câmaras frontais debaixo do ecrã do smartphone. Enquanto alguns protótipos já foram apresentados, ainda estamos longe de os ver no mercado e o vice-presidente da Xiaomi acredita saber porquê.

Para Lu Weibing, não veremos um smartphone com uma câmara frontal embutida no ecrã no mercado tão cedo. Isto porque existem alguns desafios tecnológicos que necessitam de ser superados antes disso acontecer.

A qualidade das fotografias é o grande entrave desta tão desejada tecnologia

Já muitos afirmaram que os resultados obtidos por estas câmaras estão longe dos padrões atuais do mercado. Porém, poucos explicaram o que realmente contribui para tal.

Oppo

Para desmistificar este assunto, o vice-presidente da Xiaomi refere que são dois os principais contratempos inerentes a este género de câmaras. Em primeiro lugar, está a densidade de pixels que os atuais ecrãs possuem.

Segundo Lu Weibing, uma alta taxa de pixels por polegada impede que luz suficiente chegue ao sensor. Quantos mais pixels tiver um ecrã, mais dificuldade terá a luz de alcançar o sensor, o que nos leva para o segundo contratempo.

Atendendo à insuficiência de luz que chega ao sensor, a qualidade das imagens captadas está muito longe de atingir a das câmaras atuais. Assim sendo, adotar esta tecnologia como está atualmente, seria um retrocesso para o mercado fotográfico.

Até que este género de câmaras chegue ao mercado, os investigadores terão de arranjar forma de fazer a luz atravessar, em condições suficientes, os pixels dos ecrãs. Só quando este problema for selecionado é que começaremos a ver esta tecnologia nas prateleiras.

Não sabemos quando é que tal poderá acontecer. Poderá demorar meses ou anos até que seja encontrada uma solução para estes problemas.

Até lá, deves ponderar o seguinte. preferes um smartphone com uma estética invejável ou que as tuas selfies tenham qualidade? Talvez se pensares nisto sempre que um novo equipamento for apresentado seja fácil superar a ausência de uma câmara embutida no ecrã.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.