Xiaomi escolhe Oeiras para a sua segunda loja oficial em Portugal (e está a recrutar)

Filipe Alves
2 comentários

A segunda loja da oficial da Xiaomi será em Oeiras. Pelo menos tudo indica que sim! De acordo com uma fotografia de um dos participantes no grupo Xiaomi Portugal no Facebook, Migma, a loja já está em construção no Oeiras Parque e já está a contratar pessoal.

Infelizmente ainda não sabemos datas concretas da abertura da loja, contudo, se tudo correr como foi na loja do Porto, acredita-se que em pouco tempo teremos a nova loja oficial da marca em Portugal.

xiaomi logo

Uma loja maior do que a do Porto

A loja do Porto está bem situada e sempre será a primeira da marca em Portugal, porém, todos temos de admitir que é um pouco pequena. Ainda que tenha uma enorme quantidade de produtos da marca, não é propriamente a loja mais confortável para se ir comprar ou experimentar produtos da marca.

Ainda que compreenda por ser uma loja de rua, estou à espera que a Xiaomi lance as suas lojas ao estilo " Apple Store" que tanto gostamos. Com uma ideologia minimalista e espaçosa.

Xiaomi loja

Visto que esta loja do Oeiras Parque será situada num centro comercial, pode ser que seja desta. Aliás, na fotografia partilhada por "Migma" parece que a fachada será seriamente maior do que a loja do norte de Portugal.

Queres trabalhar na loja da Xiaomi?

Na frente da loja pode-se ver também um email de recrutamento. Não temos ideia de quais os atributos necessários, porém, acredito que se és amante da marca tenhas mais do que aptidões para a recomendar a todos os visitantes curiosos que aparecerão.

Se te quiseres candidatar à vaga de emprego sabe mais aqui. Fica a dica para anexares o teu CV mas também uma carta de apresentação onde falas um pouco de ti e da Xiaomi. Boa sorte!

Editores 4gnews recomendam:

2 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.