Xiaomi deteta corrupção na sua empresa e despede dois funcionários

Filipe Alves
Comentar

Infelizmente a corrupção está por todo o lado. Até nas maiores empresas do mundo. A Xiaomi não é exceção. A empresa chinesa enviou um memorando aos seus funcionários indicando que dois deles tinham sido despedidos por corrupção.

Em questão estão funcionários que se apoderaram dos seus cargos na gigante asiática de forma a conseguir obter subornos e facilitar negócios com família.

Xiaomi logo

Os casos de corrupção na Xiaomi explicados

Um dos funcionários da marca, que não foi referido qual, apoderou-se do cargo para ceder negócio a uma empresa de familiares. Isto vai contra o estatuto da empresa que visa em não favorecer negócios de família e amigos.

Já o segundo funcionário aceitava subornos para que outras empresas conseguissem criar negócio com a Xiaomi. A fabricante chinesa é uma das mais poderosas na China e qualquer empresa que consiga uma parceria com a marca consegue um sucesso quase garantido.

A Xiaomi obrigou os funcionários a devolver todo o dinheiro que aceitaram em troca de favores e expôs o caso às autoridades chinesas. Ou seja, na Xiaomi o crime não compensa.

A Xiaomi tem de olhar para as contas ao pormenor

Por muito que a marca tenha uma reputação enorme no mundo e seja uma das maiores fabricantes de smartphones no planeta, a Xiaomi precisa de olhar para as contas de forma detalhada. Isto porque o CEO referiu que a marca nunca tirará mais de 5% de lucro na venda dos seus produtos. Ou seja, se o lucro é baixo, é importante que os gastos estejam controlados de forma a fazer dinheiro.

Entrada na bolsa não correu como o esperado

Ainda que a entrada na bolsa de valores tenha alavancado as contas e subido o investimento consideravelmente, está longe daquilo que era projetado.

Assim sendo, a Xiaomi tem de provar aos acionistas que vale o dinheiro investido. Tornar este caso de corrupção público é um bom exemplo e confirmação que a fabricante está atenta aos pormenores.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.