Xiaomi dá uma solução questionável para a polémica sobre a privacidade dos utilizadores

Filipe Alves
1 comentário

Há uns dias a Forbes publicou uma investigação que nos dava a conhecer um grande problema nos smartphones da Xiaomi. Segundo as informações, a Xiaomi conseguia obter dados de navegação do utilizador no seu browser mesmo que este estivesse em "modo anónimo".

De referir ainda que a polémica não termina aqui. Isto porque a Xiaomi também tinha acesso a "swipes", "pastas", "formas de navegação" e "ecrãs abertos". Algo que muitos utilizadores não tinham ideia.

Xiaomi resolve a forma de uma forma questionável

smartphone Xiaomi

De forma a resolver o primeiro problema, do seu browser e Mint Browser colecionarem data dos utilizadores em anónimo, a Xiaomi referiu que lançará uma atualização para as aplicações que dará a possibilidade aos utilizadores de "dizerem que não" a esta coleção de dados.

Ou seja, não só navegar em anónimo era verdadeiramente anónimo, como a solução passa por nos dar uma definição (que tem de ser ativada) para que te sintas protegido.

Inicialmente a Xiaomi referiu que toda a informação partilhada dos utilizadores em navegadores anónimos era encriptada, contudo, a Xiaomi ficou sem argumentos quando o investigador quebrou a encriptação num website online em menos de 20 segundos.

Xiaomi nada refere quanto aos outros problemas

Relativamente a todos os outros problemas, a Xiaomi continua a não referir nada de concreto. A estes problemas, refiro à coleta de informação de "swipes", "pastas", "formas de navegação" e "ecrãs abertos".

A empresa apontou apenas que "todos os dados de uso coletados são baseados na permissão e consentimento dados explicitamente por nossos utilizadores".

Isto leva-nos a pensar se realmente os utilizadores tem conhecimento sobre esta recolha de dados e se realmente queriam que a sua utilização com um smartphone Xiaomi fosse exposta e enviada para servidores na China. Onde todo o resto de tratamento dessas informações é desconhecido.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.