Xiaomi: confirmado o processador do smartphone gaming da Redmi

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi prepara o lançamento de um smartphone gaming, pela primeira vez sob alçada da sua submarca Redmi. E enquanto promove o equipamento, confirmou agora qual o processador escolhido para o equipar.

Tal como os rumores indicavam, o Redmi K40 Game Enhanced Version vai chegar com o processador Dimensity 1200, da MediaTek. A confirmação foi acompanhada de um cartaz oficial na rede social Weibo.

Redmi K40 Game Enhanced Version confirmado com processador MediaTek Dimensity 1200

É importante ter em conta que este processador não poupa esforços no que diz respeito a desempenho. Aliás, tem sido rotulado como sendo mais poderoso, pelo menos nos números avançados, que o próprio Snapdragon 888 da Qualcomm.

Ainda assim, conta com tecnologia de 6 nanómetros, que é algo inferior aos cinco nanómetors do referido processador da Qualcomm. Tal como refere o GSMArena, tal como dificultar algumas tarefas, como a dissipação de calor.

Design lateral do Redmi K40 Game Enhanced Version

Uma coisa é certa: a MediaTek tem melhorado os seus processadores, e exista bastante expectativa para perceber do que este novo exemplar é capaz. Não teremos de esperar muito, já que o lançamento do smartphone está marcado para o próximo dia 27 de abril.

Câmaras do Redmi K40 Game Enhanced Version

Na sua base, o Redmi K40 Game Enhanced Version deve manter o design dos irmãos ‘K40’ com os pormenores do seu nicho. Teremos botões físicos para jogar na lateral, e três câmaras traseiras proeminentes, e já vistas na imagem acima.

Este novo smartphone é ainda esperado com o mesmo ecrã AMOLED dos restantes K40, 144Hz de taxa de atualização e bateria de 5000mAh com 65W de carregamento.

Editores 4gnews recomendam:

  • Samsung, Xiaomi e Oppo estarão em pé de igualdade com uma desejada tecnologia
  • Redmi: smartphone gaming tem nome e data de apresentação revelados
  • Xiaomi tem novo smartphone com melhor áudio do mundo
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.