Xiaomi Huawei Samsung Apple Samsung BQ
Lei Jun, CEO da fabricante chinesa numa das apresentações de produto. @reuters

É um espetacular caso de sucesso. Fundada em 2010 a Xiaomi de Lei Jun já é a 5ª maior fabricante mundial de acordo com os dados da agência IDC. É também a 4ª maior fabricante no maior mercado mundial de smartphones, a China. Agora, em Espanha já ultrapassou a BQ e a Apple de uma só empreitada. Está já muito próxima da Huawei e olha para a Samsung, atual líder.

Acabando 2017 já com uma confortável quota de mercado em Espanha, agora segundo os dados da agência GfK, a sua posição foi bastante reforçada neste primeiro trimestre de 2018. Relembro ainda que a entrada oficial da Xiaomi em Espanha teve lugar no dia 7 de novembro de 2017.

Vê ainda: Será esta mais uma prova do futuro nome do Android P da Google?

Em cerca de 6 meses a fabricante chinesa de smartphones Android low-cost conseguiu já ultrapassar a marca da casa, a BQ. Entretanto passaria também a norte-americana Apple e já está muito próxima da chinesa Huawei, a 3ª maior fabricante mundial de smartphones.

Desde a sua entrada em Espanha que o seu potencial foi sentido também deste lado da fronteira. Já em 2018, como noticiamos na 4gnews, a Xiaomi tinha também os seus olhos postos em Portugal.

Xiaomi já ultrapassou a BQ e a Huawei, cola-se à Huawei

No início de abril os dispositivos móveis da Xiaomi já se encontravam disponíveis em todas as grandes cadeias de revenda / lojas físicas e até mesmo na operadora NOS. Estavam assim reunidas todas as condições para que esta fabricante crescesse ainda mais em toda a Península Ibérica. Agora temos novos dados a comprovar isso mesmo, dando conta de que a Xiaomi já ultrapassou a espanhole BQ, a Apple e já está muito próxima da sua conterrânea Huawei. A imagem que se segue mostra-nos o balanço do mercado em Espanha com a evolução mensal desde março de 2017 até março de 2018.

Xiaomi Huawei Samsung Apple Samsung BQ
Os dados da agência GfK onde é visível a escalada da Xiaomi perante a Apple, BQ e Huawei, entre outras.

O barómetro da GfK destaca a escalada da Xiaomi em Espanha

De acordo com os dados da agência GfK, em março de 2018 a Xiaomi apresentou 15.32% de quota de mercado em Espanha. Valor que supera os números da Apple com 15.15%. Já por outro lado, a espanhola BQ, agora com 14,35%,  já tinha ficado para trás durante o mês de fevereiro como noticiamos na 4gnews.

Podemos concluir que neste momento a Xiaomi já é a terceira marca mais vendida em Espanha, estando já próxima da Huawei que neste momento apresenta 16.58%. No topo temos a Samsung com um total de 20.14% de quota de mercado.

Poderá a Xiaomi ultrapassar a Huawei depois de já ter passado a BQ e a Apple?

É perfeitamente plausível. Isto caso a fabricante chinesa continue a crescer ao mesmo ritmo desde a sua entrada em novembro de 2017. Note-se que desde então que a sua quota de mercado tem aumentado significativamente, crescendo nas vendas.

Ao mesmo tempo podemos ver que a Samsung, Huawei, Apple e BQ estão mais susceptíveis a flutuações nos seus números. Ainda assim, tanto a Apple como a Samsung e Huawei mantêm-se firmes no mercado global de smartphones.

O panorama no mercado espanhol em outubro de 2017 – líder Samsung
Xiaomi Huawei Samsung Apple Samsung BQ
Em outubro, antes da sua entrada oficial em Espanha, este era o panorama no mercado Android. crédito: AppBrain
O panorama no mercado espanhol em abril de 2018 – líder Samsung
Xiaomi Huawei Samsung Apple Samsung BQ
Os dados fornecidos pela AppBrain

É notória a popularidade relativa da BQ no seu país natal. Algo que já era de esperar uma vez que a marca é sediada em Madrid. Todavia, é a Xiaomi que já consta deste Top 10 com os smartphones Android mais populares em Espanha.

Destaca-se a presença do Xiaomi Redmi Note 4 e do Xiaomi Mi A1. Aqui rivalizando já com as ofertas da Samsung e da Huawei. Posto isto podemos concluir que caso a Xiaomi mantenha o seu crescimento é perfeitamente plausível que venha a ultrapassar a Huawei. Já a Samsung mantém uma confortável distância de segurança.

Agora que ultrapassou a BQ e a Apple, o próxima meta da fabricante chinesa será sem dúvida alcançar o pódio da sua rival, Huawei. Já por outro lado vemos marcas como a Wiko ou a Alcatel a adquirir uma presença meramente residual.

Poderá este cenário repetir-se em Portugal?

Assuntos relevantes na 4gnews:

OnePlus 6 será o maior rival para o Samsung Galaxy S9 – Counterpoint

Nokia X – Este é o próximo smartphone Android da Nokia, chega dia 16

Android P poderá mudar a forma como geres as tuas notificações

Fonte 1 | Fonte 2 | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).