Xiaomi apresenta Redmi Buds 3: auriculares Bluetooth com preço irresistível

Bruno Coelho
Comentar

O mês de setembro é de novidades para os fãs do universo Xiaomi. Através da sua submarca, a fabricante chinesa apresentou esta segunda-feira os novos auriculares baratos a que chamou Redmi Buds 3.

Como se pode ver pelo design, estes não seguem a linha da versão Pro que já temos disponível na Europa. Apostam no clássico branco com uma haste, que encontramos em modelos como os AirPods da Apple.

Estes são os novos Redmi Buds 3
Estes são os novos Redmi Buds 3

Estes chegam com drivers de 12mm, prometendo cumprir no mais importante: a qualidade sonora. Com um aspeto semi in-ear, não contam com as borrachas consideradas intrusivas por alguns utilizadores.

Contam com o processador QCC3040 da Qualcomm, e aptX. Podes assim esperar redução de ruído, mas não esperes a qualidade neste segmento de modelos mais caros. Ao nível da latência, deverão ficar-se pelos 95 milissegundos.

A sua bateria também não vai desiludir. A Xiaomi promete cinco horas de autonomia nos auriculares, ascendendo às 20 horas graças ao estojo de carregamento. Com apenas 10 minutos de carga, podes contar com uma hora e meia adicional para ouvires as tuas músicas preferidas.

Estes são os novos Redmi Buds 3
Estes são os novos Redmi Buds 3

Redmi Buds 3 vão ter preço inicial de apenas 21 €

O melhor dos Redmi Buds 3 será o seu preço. Foram apresentados na China por um valor de 26 euros. No entanto, estarão disponíveis através da plataforma de crowdfunding da marca por 21 euros a partir de 8 de setembro.

Para já apenas apresentados na China, os Redmi Buds 3 chegam para ser mais uma solução para quem procura algo barato e pouco intrusivo para o canal auditivo. Em breve devem chegar às lojas online habituais, não estando ainda prevista uma data para a sua apresentação global.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.