Xiaomi investimento Lei Jun apple chinesa
A empresa fundada em 2010 por Lei Jun tem crescido de forma abismal com vários produtos a serem lançados mensalmente. ©reuters

E de repente, não se fala em outra coisa. No mundo da tecnologia parece não existir outra marca ou fabricante Android para além da Xiaomi. Com efeito, a “Apple da China” tem trilhado um percurso invejável que muito poucas empresas conseguem sequer igualar. Aqui, temos apenas um profundo respeito pela evolução da empresa.

Ainda assim, sentimos que de repente, em Portugal tudo se compara à Xiaomi, sendo esta o novo fio-de-prumo para aferir a relação preço / qualidade das demais. É verdade que a marca já está presente em Portugal e é bom que os portugueses comecem a olhar para os seus produtos. Mas com calma, deixando a marca amadurecer.

Vê ainda: Xiaomi partilha vídeo e imagens do Xiaomi Mi A2 / Mi 6X

Até mesmo para uma publicação já habituada a um bom ritmo de trabalho como 4gnews, sentimos que esta é a marca que está a polarizar todas as atenções. A nossa redação tem sido preenchida por “Xiaomi e o resto”. Hoje foi um desses dias, com a marca a dar-que falar por ter mostrado o seu Xiaomi Mi 6X, aqui.

Já antes disso mesmo tínhamos visto todas as características técnicas deste produto que servirá de base ao promissor Xiaomi Mi A2, com Android One. Será o próximo smartphone a abraçar a plataforma “One”, optando pelo ambiente de Android puro em detrimento da ROM oficial da marca, a MIUI. Para muitos, será o melhor Xiaomi que podem comprar e sinceramente, percebo os seus quês e porquês.

De ‘Apple da China’ a 5ª maior fabricante mundial

Em si, a MIUI é um belíssimo canivete suíço que exige um manuseador já calejado, ávido entusiasta do sistema operativo Android. Isto, para tirar todo o proveito do ambiente gráfico criado pela ‘Apple chinesa’. Entenda-se que este chavão não é de todo depreciativo, bem pelo contrário. Tal como a Apple, a Xiaomi já é uma empresa para as massas. Sobretudo agora que também já está disponível na NOS com preços igualmente competitivos.

Xiaomi Mi A2 Xiaomi Mi 6X Android Oreo MIUI
Podemos aqui contemplar todos os esquemas de cor para o próximo smartphone de gama média da fabricante chinesa. Chegará com MIUI e/ ou Android One consoante a versão.

Ainda assim, o ambiente de Android puro será uma solução tão ou ainda mais apelativa para um grande número de utilizadores. Tudo isto para simplesmente dizer que percebo perfeitamente o hype em torno do Mi A2. É justo, devido e sem dúvida bem merecido!

Xiaomi Mi 6X / Xiaomi Mi A2, os próximos dispositivos Android

Estes Xiaomi chegarão no dia 25 de abril. Bom, pelo menos o primeiro. Já o segundo…deverá utilizar o hardware do primeiro mas poderá ser apresentado só mais tarde, durante o Verão. Melhorará vários aspectos face ao Mi A1 melhorará o ecrã. Melhorará o processador. Melhorará a ergonomia e facilidade de utilização com uma só mão.

Com e sem Android One

Ah, e acima de tudo deverá manter o preço na fasquia dos 200€ a 250€ porque afinal de contas tudo o que queremos é um produto bom, e barato. Com uma câmara traseira dupla, na sua traseira com alinhamento vertical, tal e qual o Apple iPhone X.

Apple Huawei P20 Pro Xiaomi Mi MIX 2S Android Oreo 4
Disponível em cerâmica branca ou em Preto. Este é o novo topo de gama da fabricante chinesa. É uma nova aposta de luxo!

Afinal de contas, uma vez musa, para sempre musa e nisso a Apple sabe inspirar as demais fabricantes Android como nenhuma outra empresa. Mas calma, não te quero ofender enquanto fã da Xiaomi. Veja-se que também ela já influenciou até a Apple. Ou será que já te esqueceste do Xiaomi Mi MIX, o original. Aquele que mudaria a face dos dispositivos móveis tal como os conhecemos.

Xiaomi influenciaria até a Apple com o Mi MIX

Quando o pupilo chega a ensinar o mestre sabemos que a sua aprendizagem está completa, ou pelo menos…quase. Seria exatamente isso que aconteceria com a Xiaomi no momento em que nos apresentou o Mi MIX mas perdoem-me, já estou a divagar.

Voltando à Xiaomi em Portugal. O que podemos esperar desta marca em solo luso. Pois bem, das duas uma. Ou o público português se rende rapidamente aos seus encantos ou podem passar a ser apenas mais uma marca low-cost. Permitam-me que me explique.

Tal como a Apple a qualidade de construção também se destaca na Xiaomi

Para quem nunca viu um Xiaomi à sua frente e agora o encontra em todas as lojas e operadoras, ou o encarará com curiosidade ou desconfiança. Pessoalmente acredito que o primeiro cenário seja o mais comum, bastará que peguem num Xiaomi, de topo, para aferirem a sua qualidade de construção.

Apple Xiaomi Android Samsung Huawei Xiaomi Apple iPhone X Samsung Galaxy S9 Huawei P20 Apple iPhone X
A concorrência está cada vez mais acirrada ©reuters

Pegue-se num Xiaomi Mi MIX 2S. Pegue-se num Apple iPhone X ou Apple iPhone 8 / 8 Plus e rapidamente nos rendemos, a ambos. Já a sua diferença de preços poderá aguçar a curiosidade do consumidor para com esta nova marca chinesa de smartphones Android.

Aliás, provavelmente até já a conhecerão de outras andanças. “A tal marca das smartband’s baratas” como já ouvi chamarem-lhe numa das grandes superfícies. Tudo isto para ilustrar o enorme burburinho que se tem gerado em torno desta fabricante Android.

São operadoras, são lojas e são publicações / portais. Cada qual com um objectivo diferente, procurando diferentes lucros. Da nossa parte, desde a fundação da 4gnews em 2014 que a Xiaomi é tema recorrente. Posto isto poderão, sempre, contar com a nossa opinião e toda a informação sobre o tema.

Em suma, será que Portugal já se rendeu aos encantos da Apple chinesa?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Microsoft já vale mais que a Google graças a Satya Nadella

Samsung Galaxy J2 Pro tem tudo o que precisas, menos ligação à Internet

OnePlus 6 não será o foco da parceria com Avengers da Marvel

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).