Xiaomi aposta em grande no seu novo smartphone dobrável com melhoramentos significativos

Mónica Marques
Comentar

De acordo com informações agora divulgadas, a Xiaomi vai lançar o seu novo smartphone dobrável MIX Fold 2 em meados deste ano.

O modelo parece ser uma das apostas fortes da marca que otimizou o terminal não só a nível do ecrã, como também no seu interior. Revelamos-te tudo de seguida.

Xiaomi MIX Fold 2 com taxa de atualização de 120 Hz nos dois ecrãs

Weibo Digital Chat Station
Publicação do leaker Digital Chat Station na rede social chinesa Weibo a dar conta de alguns pormenores sobre o Xiaomi MIX Fold 2

O próximo smartphone dobrável da Xiaomi deve chegar em meados deste ano e traz consigo melhoramentos significativos. A informação é avançada pelo leaker Digital Chat Station na rede social chinesa Weibo.

De acordo com o conhecido leaker, o novo MIX Fold 2 chega com uma solução dobrável ao estilo de livro com um ecrã interior de oito polegadas e com um ecrã exterior de 6,5 polegadas, sendo que ambos vão ter uma taxa de atualização 120 Hz – no modelo anterior o ecrã exterior tinha uma taxa de atualização limtada aos 60 Hz.

Mas segundo Digital Chat Station os melhoramentos não se ficam por aqui. O leaker adianta que o vinco do dobrável foi também otimizado, de forma a causar menos constrangimento, assim como a marca vai incluir escurecimento DC para proteção ocular e um painel LTPO no ecrã interior.

Mais especificações esperadas no Xiaomi MIX Fold 2

Xiaomi MIX Fold
O Xiaomi Mix Fold está equipado com um ecrã interior de oito polegadas e um ecrã exterior de 6,5 polegadas, especificações que o novo dobrável MIX Fold 2 vai herdar

Quanto às restantes especificações do novo dobrável da Xiaomi, o conhecido leaker afirma que a marca chinesa pode equipá-lo com o processador Snapdragon 8 Gen 1 Plus, fabricado com o processo de 4 nm da TSMC.

Esta é uma novidade tendo em conta que informações anteriormente divulgadas davam conta de que o terminal iria chegar com o chip Snapdragon 8 Gen 1 aos comandos, mas parece que a Xiaomi prefere esperar pelo chip optimizado da Qualcomm que (idealmente) virá resolver os problemas de sobreaquecimento.

Recorde-se que o processador Snapdragon 8 Gen 1 Plus deverá contar com um núcleo super grande Cortex-X2, três núcleos grandes Cortex A710 e ainda quatro núcleos pequenos Cortex-A510.

De resto, as previsões apontam para que o terminal chegue ao mercado com um preço a rondar os 1.430 euros, à semelhança do seu antecessor.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.