Xiaomi 12 Lite está a chegar, mas não vais gostar do preço

Bruno Coelho
Comentar

O Xiaomi 12 Lite está prestes a chegar ao mercado. Segundo o leaker Abhishek Yadav, o produto já aparece listado num site do Azerbaijão, onde entrou em pré-venda. Tal acabou por revelar o design do equipamento, as suas especificações e ainda o preço a que chegará a esse mercado.

Nas imagens vemos um terminal com um design com moldura plana, à semelhante da maioria dos mais recentes gama-média. E a julgar por esse aspeto, design e preço, este parece ser um smartphone para rivalizar com o Nothing Phone (1). Embora com menos argumentos. O preço será equivalente a 562 €.

xiaomi

Xiaomi 12 Lite chega ao mercado com o processador Snapdragon 778G

O Xiaomi 12 Lite será comandado pelo processador Snapdragon 778G. No país será vendido numa única configuração de 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. Junta-se a isto uma bateria de 4300 mAh e carregamento rápido de 67 W.

Ao nível do ecrã, podemos esperar um painel AMOLED de 6,55 polegadas, com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz. A completar o ramalhete estará o suporte para HDR10+ e Dolby Vision.

xiaomi

No campo do áudio, podes esperar altifalantes estéreo com tecnologia de áudio espacial. Como não poderia deixar de ser, terá suporte para Dolby Atmos. À semelhança da anterior geração, promete ser leve e fino, com 173 gramas e espessura de 7,29 mm.

Chegará com uma câmara principal de 108 MP, acompanhada por uma ultrawide de 8 MP e macro de 2 MP. A câmara frontal alojada num punch-hole central será de 32 MP. Podes esperar sensor de impressões digitais no ecrã e Android 12.

O smartphone estará em pré-venda no Azerbaijão por 999 Manat azeri, equivalente a 562 €. Um preço que parece ligeiramente puxado para as características que o equipamento oferece. Nos próximos dias é esperado que fique disponível em mais mercados.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.