Xiaomi 12: há uma variante que é um sucesso e até já esgotou

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi fechou o ano de 2021 com chave de ouro com o lançamento do seus novos topos de gama para este ano. A 28 de dezembro apresentou o Xiaomi 12X, Xiaomi 12 e Xiaomi 12 Pro na China.

Sempre com um olho na Apple, a Xiaomi mostrou que o Xiaomi 12 tem o tamanho ideal, e é mais cómodo de usar que o rival iPhone 13. E ao que revela o vice-presidente da fabricante, uma das variantes do smartphone está a ser um verdadeiro sucesso.

Xiaomi 12 em "verde selvagem" é o maior sucesso e já esgotou na China

Segundo Lu Weibing, a variante em verde do Xiaomi 12 é a mais popular. E esta terça-feira ficou totalmente esgotada na China, não estando disponível para compra até nova reposição de stock.

Esta variante em “verde selvagem” destaca-se por ter um acabamento em couro sintético, que parece estar a atrair muitos dos compradores do smartphone. Recorde-se que o smartphone está também disponível em preto, azul e roxo.

O Xiaomi 12 destaca-se por ser compacto para os padrões de 2022, sendo até mais agradável de segurar que o próprio iPhone 13 de 6,1” polegadas. Com 6,28” polegadas, o Xiaomi 12 tem uma largura de 69,9 mm, contra 71,5 mm do concorrente da Apple.

No seu interior, encontramos praticamente tudo o que podemos esperar de um topo de gama para este ano. O Xiaomi 12 é comandado pelo processador Snapdragon 8 Gen 1, com até 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento.

O painel de 6,28” polegadas é AMOLED, e tem resolução Full HD+ com taxa de atualização de 120 Hz. De realçar a bateria 4500mAh, com carregamento de 67W (com fios), 50W (sem fios) e 10W (carregamento inverso).

Editores 4gnews recomendam:

  • OnePlus 10 pode desiludir fãs com este processador
  • OnePlus 10 Pro: este é o design oficial do smartphone
  • MEO segue passos da NOS e Vodafone e já tem 5G em Portugal
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.