Xiaomi atinge 100 milhões de vendas na linha Redmi Note globalmente

Bruno Coelho
1 comentário

A linha Redmi Note representa um dos grandes sucessos da Xiaomi a nível global, pela sua reconhecida qualidade-preço. Resultado disso é o anúncio oficial de que esta linha já ultrapassou os 100 milhões de vendas globalmente.

A novidade foi dada no Twitter por Manu Kumar Jain, um dos homens fortes da marca na Índia. De recordar que esta linha tem grande força em mercados como o indiano ou chinês, pela grande quantidade de utilizadores que procura dispositivos de baixo custo.

Primeiro Redmi Note foi lançado em março de 2014

O primeiro smartphone da linha Redmi Note foi lançado pela Xiaomi em março de 2014. Chamado apenas Xiaomi Redmi Note, chegou à data com características que o tornaram um sucesso em mercados como a China ou a Índia.

Com a evolução natural desta linha, a Xiaomi continuou a oferecer produtos de grande qualidade com preços que fazem corar qualquer smartphone do segmento intermediário. O Redmi Note 7, lançado no início deste ano, é o último grande sucesso desta linha.

Os mais recentes Redmi Note 8 e Redmi Note 8 Pro são também eles dispositivos com qualidade no segmento. O modelo Pro tem um processador Mediatek G90T virado para gaming, e uma câmara de 64MP. Já o modelo base fica-se por um Snapdragon 665, e três câmaras sólidas para o segmento.

O primeiro Xiaomi Redmi Note (esq.) ao lado do novo Redmi Note 8 Pro (dir.)

Tendo em conta que ando com um Redmi Note 5 no bolso, a ideia que tenho desta linha é bastante positiva. Pese embora o facto de as câmaras estarem muito longe de ser as ideais, é impressionante a performance e autonomia de bateria que mantém passado um ano da sua compra.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi revela primeiro portátil RedmiBook com processador AMD
  • Xiaomi revela primeiras imagens oficiais do Redmi K30 (Mi 10T)
  • Xiaomi Redmi Note 7 recebe MIUI 11 em Portugal
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.