Xbox Series S/X: Microsoft segue caminho oposto ao da rival Sony

Mónica Marques
Comentar

Numa estratégia contrária à aplicada pela Sony, a Microsoft descontinuou a produção da Xbox One, concentrando todos os seus esforços nas novas Series S/X.

Mas nem com essa estratégia a gigante norte-americana conseguiu responder à atual procura pela consola de jogos...

Produção de Xbox One descontinuada no final de 2020

Microsoft Series S/X
As consolas de última geração Xbox Series S/X enfrentaram, logo no lançamento, dificuldades na oferta de modelos

Soube-se agora que no final de 2020, a Microsoft descontinuou a produção da consola de jogos Xbox One, para concentrar-se totalmente nos modelos Xbox Series S/X de última geração. Numa estratégia contrária à rival Sony que vai manter a produção da PS4, a Microsoft optou por "cortar" todos os recursos direcionados para o modelo mais antigo, confirmou a diretora de marketing da Xbox, Cindy Walker.

Mas ao que tudo indica, a estratégia não terá sido a melhor, uma vez que esta não conseguiu responder à forte procura por consolas de jogos que se registou no mercado, e muito menos foi eficaz na luta contra a crise global de escassez de componentes.

Mas parece que o pior já passou e Phill Spencer, vice-presidente executivo de jogos da Microsoft até já disse publicamente que as consolas de última geração superaram os modelos anteriores, nos mesmos pontos dos ciclos de vida. Por outras palavras, parece que os modelos X e S foram mais bem-sucedidas comercialmente, em alturas cruciais do seu ciclo de vida.

Xbox Series S: preço mais acessível torna-a a consola mais popular

Tanto a Microsoft como a Sony sofreram o efeito da crise global de componentes, no que respeita à produção das suas consolas. Mas parece que a Xbox Series S existe agora em stock suficiente, uma vez que o preço mais baixo deste modelo tornou-a mais popular que a "irmã" mais avançada Xbox Series X.

E a razão para a Microsoft descontinuar a produção da Xbox One pode estar diretamente ligada ao sucesso da Series S. A marca precisava de mais espaço e capacidade para responder à procura pela consola de última geração. Tudo para responder à procura que o mercado está a registar por consolas 4K.

Phill Spencer já esclareceu também que não foi apenas a crise de componentes que levou à rutura de stocks das consolas, o fator determinante para tal acontecer foi a forte procura por consolas de última geração, provocado pelos sucessivos confinamentos. O responsável garantiu que a oferta foi tão grande como sempre, mas que a procura excedeu todas as perspetivas e previsões mais do que otimistas.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.