Windows 10: nova atualização vai remover o Adobe Flash Player

Abílio Rodrigues
Comentar

A Adobe terminou oficialmente o suporte para o seu Flash Player no dia 31 de dezembro de 2020 recomendando a todos os utilizadores de PCs Windows 10 que removessem o programa dos seus computadores.

Agora a Microsoft anunciou que vai em breve disponibilizar uma atualização que removerá permanentemente o Adobe Flash Player dos computadores Windows 10, de forma a evitar potenciais conflitos. É uma forma da companhia se certificar que os mais desatentos ou menos versados nas lides tecnológicas não sofrem consequências por manter o programa instalado.

A companhia tem até recorrido a mensagens pop-up para visar os utilizadores que a partir do próximo dia 12 de janeiro o software ficará completamente indisponível nas suas máquinas.

Windows 10 e Microsoft Edge eliminam Flash Player

Fim da Linha para o Adobe Flash Player

A atualização terá uma designação bastante direta (Atualização para remoção do Adobe Flash Player) e faz já parte do catálogo de atualizações opcionais para o sistema operativo.

Porém, em breve esta atualização será obrigatória de forma a eliminar por completo qualquer vestígio do Flash Player dos computadores Windows em utilização.

O navegador de internet Microsoft Edge vai também ficar sem suporte para o Flash Player, já que a Microsoft anunciou a sua remoção ainda durante o primeiro mês do ano.

Adobe Flash Player com problemas de segurança

Alegadamente, o fim da compatibilidade destes sistemas com o software da Adobe prende-se com razões de segurança, e daí a obrigatoriedade da sua remoção permanente.

As vulnerabilidades do Adobe Flash Player terão sido exploradas de forma contínua ao longo dos anos sem que a Adobe fosse capaz de as resolver. No entanto, há já quem questione já se novas tecnologias como JavaScript ou HTML 5 não poderão sofrer dos mesmos problemas.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.