windows-10

Ontem foi escrita a primeira parte sobre uma breve análise àquela que foi a primeira grande atualização do Windows 10 e que já mereceu fortes aplausos como duras críticas. Aqui fica a segunda e última parte desta breve análise.

Microsoft Edge

Para além de todas as novidades que faziam parte deste browser em crescimento constante, foram adicionadas novas funcionalidades que o completam ainda mais e o deixam (quase) ao nível de qualquer outro browser. A maior das introduções passa pela possibilidade de usar Extensões – que podem ser adquiridas na Windows Store – com o objetivo de completar a experiência na sua utilização.

   

Wi1-min (1)

Em segundo lugar, e voltando um bocadinho à grande importância que a Microsoft colocou nesta atualização para com o Centro de Ação, o Edge é agora capaz de notificar aquilo que vai acontecendo, tal como o Chrome. Sem dúvida que esta é uma grande implementação que só depende agora do trabalho dos programadores no seu desenvolvimento.

Para além de tudo isso, tornou-se ainda mais fácil navegar com a ajuda deste browser que ficou mais personalizável uma vez que agora inclui um tema negro, isto é, toda a sua interface pode ter um tom mais escuro que, para além de poupar alguma bateria, é perfeita para utilizar em situações em que a luminosidade é menor, de forma a não ferir os olhos. Porém, o seu desenvolvimento não pode ficar, de todo, por aqui e é visível que ainda há algumas arestas a limar.

Windows Ink

Outro recurso muito aguardo pelos utilizadores, principalmente aqueles que possuem uma Stylus. Contudo, mesmo quem não tem uma e deseja usufruir desta novidade pode fazê-lo, recorrendo ao rato e aos dedos – no caso de se tratar de um ecrã tátil. Portanto, o Windows Ink consiste basicamente num pequeno espaço onde se podem fazer algumas coisas com recurso ao “desenho”, basicamente. Desde a escrita de pequenas notas – em forma de post-it – como as “Sticky Notes” até “Desenhos no Ecrã” – baseados num “Print Screen”. Entre outras palavras, este espaço é uma forma simples de reduzir algum trabalho com tarefas mais recorrentes.

Wi2-min (1)

Windows Store

Mudou para melhor. Está um pouco mais organizada a nível geral – nos seus menus – e bem melhor a nível particular – ao selecionar uma aplicação em específico. Agora, ao abrir uma dada aplicação na Loja, depois da breve descrição acerca da mesma, ainda se tem um indicador da faixa etária a que pertence, imagens dela, bem como informações adicionais e a respetiva classificação e comentários.

Wi3-min (1)

Porém, continua com dois pequenos (grandes) problemas que são alguns erros que a mesma contém, todavia, e, ainda que menos acentuado que no passado, a quantidade de aplicações disponíveis que continua a ser inferior às das concorrentes. No caso do Windows 10 para PC essa até é uma realidade que passa despercebida, mas o mesmo já não acontece no Mobile.

Em conclusão, estas foram algumas das várias novidades desta nova atualização para Windows 10. Haverá, pelo menos, mais duas e, sem dúvida que a ansiedade pela espera já marca presença deste lado. Se foram tantas as coisas boas com esta “Anniversary Update”, então o que terá nas próximas será melhor ainda, espera-se.

Talvez queiras ver:

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.