O Wi-Fi 6 chegou! O que é e quais a suas principais vantagens

Carlos Oliveira

Se estiveste atento às últimas notícias de tecnologia ou ao lançamento do Samsung Galaxy S10 certamente já ouviste falar no Wi-Fi 6. Este é o mais recente protocolo de conectividade sem fios. Mas afinal o que traz de novo face aos seu antecessores?

A verdade é que as vantagens do protocolo Wi-Fi 6 não serão sentido a olho nu. Como seria de esperar, todas as novidades estão a nível interno, mas todas com o intuito de nos proporcionar uma melhor experiência de acesso à internet.

Wi-Fi 6

Em primeiro lugar, importa informar que Wi-Fi 6 resulta da mais recente forma que a Wi-Fi Alliance arranjou para denominar os seus protocolos. Aquilo que antigamente era conhecido Wi-Fi 802.11g, 802.11n ou 802.11ac desapareceu em favor de uma nomenclatura mais amigável.

Wi-Fi 6 traz várias melhorias na forma como as redes sem fios se comportam

Com efeito, o novo Wi-Fi 6 é apenas a nova designação para o protocolo 802.11ax. E o porquê de ter o número "6"? Simplesmente por tratar-se da sexta geração deste protocolo de conectividade sem fios.

Uma vez explicada a origem desta nomenclatura, importa agora falar nas suas principais vantagens. Em suma, aquilo que o Wi-Fi 6 nos traz é mais velocidade e mais canais para o fluxo de dados. Mas vamos esmiuçar um pouco mais estes campos.

Samsung Galaxy S10, o primeiro smartphone compatível com este protocolo

Em primeiro lugar, este novo protocolo permite velocidades de até 9.6Gbps. Uma melhoria considerável face à quinta geração. Esta, por sua vez, suportava apenas um máximo de até 3.5Gbps, ou seja, menos de metade do novo padrão.

Em segundo lugar, temos agora uma melhor gestão dos equipamentos que fazem uso deste standard. Numa era em que cada vez mais equipamentos estão ligados à rede, há que facilitar a sua comunicação.

Assim, de acordo com a Wi-Fi Alliance, routers com este novo protocolo estarão mais preparados para gerir uma maior quantidade de dispositivos em simultâneo. Por conseguinte, a tecnologia MU-MIMO permite que mais dados sejam transferidos ao mesmo tempo. Já o OFDMA aumenta a eficiência e reduz a latência, o que permite que mais equipamentos operem no mesmo canal.

Assim sendo, o novo Wi-Fi 6 oferece-nos oito canais MU-MIMO para que mais equipamentos se comuniquem ao mesmo tempo. Ou seja, temos precisamente o dobro do espaço que tínhamos na quinta geração deste standard.

Ademais, este protocolo promove uma maior eficiência energética dos dispositivos conectados. Graças à tecnologia Target Wake Time existe agora uma forma diferente de comunicação entre os routers e os equipamentos. Tudo com o intuito de gerir melhor a sua energia.

Quando é que tudo isto estará ao nosso dispor?

Especula-se que os primeiros equipamentos com suporte a esta nova tecnologia comecem a surgir na primavera deste ano. Por exemplo, o Samsung Galaxy S10 será o primeiro smartphone com total compatibilidade com o Wi-Fi 6.

No entanto, para que este e outros tirem total proveito desta tecnologia é necessário que existam pontos de acesso compatíveis. Esses, por sua vez, também começarão a chegar aos poucos ao mercado.

Em suma, aquilo que este novo protocolo nos traz é mais velocidade e mais eficiência. Como em todas as novas tecnologias, a sua adoção será gradual. Irá acontecendo conforme as infraestruturas vão sendo colocadas ao dispor dos utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Apple patenteia forma de aumentar a resistência de um ecrã dobrável

Huawei Mate X era suposto ser mais parecido com o Galaxy Fold

Parlamento Europeu já se vangloria com a aprovação dos Artigos 11 e 13

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.