WhatsApp vai dar-te mais tempo para apagar mensagens indesejadas

Bruno Coelho
Comentar

O WhatsApp é a app de mensagens instantâneas mais popular em todo o mundo. E uma das suas melhores funcionalidades é o facto de se poder apagar uma mensagem após esta ter sido enviada.

Se és um utilizador regular do WhatsApp certamente já te enganaste a enviar uma mensagem, e tiveste necessidade de apagar para todos os intervenientes na conversa. Mas essa possibilidade tem um limite.

À data, é possível apagar uma mensagem para todos numa conversa até uma hora, 8 minutos e 16 segundos após esta ter sido enviada. E recentemente o WABetaInfo descobriu que o WhatsApp pretendia estender este limite para 7 dias e 8 minutos.

Limite para apagar mensagens no WhatsApp pode chegar a 2 dias e 12 horas

A mesma fonte refere agora que o WhatsApp planeia usar um limite diferente para poderes apagar mensagens para todos numa conversa: 2 dias e 12 horas. Imediatamente se coloca a questão de o WhatsApp abandonar a ideia inicial de poderes apagar mensagens com até uma semana.

📝 WhatsApp beta for Android 2.22.4.10: what's new?WhatsApp is now planning to extend the time limit to delete messages for everyone in a future update: from "1 hour, 8 minutes, 16 seconds" to "2 days, 12 hours"!https://t.co/Dxn7zUPM3n

— WABetaInfo (@WABetaInfo) 1 de fevereiro de 2022

O que é provável é que os programadores terão pensado ser bastante improvável que queiras apagar uma mensagem muito antiga. Ou que simplesmente não seja justo apagar uma mensagem uma semana depois.

Estes novo limite de 2 dias e 12 horas encontra-se em desenvolvimento, e foi descoberto na versão beta 2.22.4.9 do WhatsApp para Android. Isto significa que ainda não está disponível para todos os utilizadores.

Até ser lançada a versão final, refere a fonte que este limite ainda pode sofrer alterações. Por isso teremos de aguardar por mais desenvolvimentos numa futura atualização.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.