Vodafone Portugal: operadora garante retoma gradual dos serviços após ciberataque

Rui Bacelar
Comentar

A operadora Vodafone Portugal foi alvo de um ataque informático que resultaria em interrupções no serviço de Internet e comunicações móveis. Entretanto, a operadora já deu por resolvida a situação, com a gradual reposição dos serviços de comunicação em Portugal.

As anomalias começaram a ser sentidas na passada segunda-feira (7) ao final do dia com os relatos a acumularem-se nas redes sociais. Entretanto, a empresa já admitiu as falhas técnicas com impacto "numa percentagem significativa de clientes".

A operadora Vodafone Portugal foi alvo de ataque informático

A Vodafone foi ontem alvo de um ciberataque malicioso sem precedentes. Neste momento, recuperámos os serviços de voz e dados móveis 3G. Continuamos a trabalhar incessantemente para repor todos os serviços e iremos manter os nossos clientes informados.https://t.co/9gNccJQoXk pic.twitter.com/sMhw93FKgI

— Vodafone Portugal (@VodafonePT) 8 de fevereiro de 2022

As queixas foram sentidas no final da última segunda-feira com a operadora a reconhecer prontamente a situação através dos seus canais oficiais. Todavia, o que inicialmente parecia ser uma situação pontual foi gradualmente assumindo maiores dimensões.

Os primeiros sinais de problemas no serviço de comunicações foram sentidos cerca das 21:00 h, agravando-se gradualmente a situação por todo o território nacional.

Informamos que estamos com alguns problemas técnicos que estão a afetar os nossos serviços. Lamentamos o incómodo e tentaremos ser breves.

— Vodafone Portugal (@VodafonePT) 7 de fevereiro de 2022

A propósito, observamos no portal Downdetector o registo do pico de notificações - um total de 7727 pelas 22:05. Entre as regiões mais afetadas está Lisboa, Porto, Vila Nova de Gaia, Amadora, Coimbra, Braga, Rio Tinto, Santo Tirso, Maia.

Pico das queixas foi registado às 22:00 h no portal Downdetector

Vodafone

Em declarações à agência luza, a Vodafone afirma que “As comunicações de dados, SMS e de voz na rede fixa, bem como alguns clientes de serviço de TV, continuam indisponíveis e são agora a prioridade de todas as equipas envolvidas e que se prolongarão pela noite dentro”.

Mais recentemente a operadora anunciou a recuperação progressiva dos serviços de voz móvel, com as causas do ataque a serem apuradas. Até ao momento, contudo, não existem indícios do comprometimento dos dados e informações dos clientes da Vodafone Portugal.

A real extensão do ciberataque à Vodafone não é, de momento, totalmente conhecida.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com