VLC está novamente disponível nos smartphones da Huawei

Carlos Oliveira

Depois de quase um ano de divórcio, o popular reprodutor de multimédia VLC esta´de regresso aos smartphones da Huawei. Por conseguinte, qualquer utilizador de um equipamento da chinesa já pode dirigir-se à Google Play Store e descarregar esta aplicação.

Esta mudança de política foi implementada sem grande alarido e só agora é que começou a ser notada. A notícia chegou recentemente ao conhecimento da publicação Android Police por intermédio de alguns utilizadores.

Huawei

Confrontados com a novidade, prontamente questionaram os responsáveis pelo desenvolvimento do VLC sobre a questão. Em resposta, a VideoLAN refere que esta aplicação está já de regresso aos smartphones Huawei há vários meses.

Divórcio entre Huawei e VLC chegou finalmente ao fim

A equipa referiu ainda ter trabalhado em conjunto com a tecnológica chinesa para resolver o problema que levou a esta remoção de compatibilidade. Assim que a empresa chinesa alterou as suas políticas face à forma como as aplicações correm no seu software, o VLC voltou a estar disponível para os seus smartphones.

O problema começou no verão de 2018 quando muitos utilizadores se queixavam da impossibilidade de correr o VLC em segundo plano nos equipamentos da Huawei. Analisando o problema, a VideoLAN concluiu que o problema estava no software da tecnológica chinesa.

Huawei P30 Pro

Na altura, a EMUI simplesmente impedia que qualquer aplicação terceira corresse em segundo plano, impedindo o bom funcionamento das mesmas. Por conseguinte, a equipa decidiu remover a compatibilidade do VLC com todos os equipamentos da chinesa.

Agora que a Huawei tem vindo a mudar a sua abordagem ao assunto, o VLC está de regresso aos equipamentos da segunda maior construtora do mundo. Com efeito, se tens um Huawei e gostas do VLC, já o podes instalar novamente por intermédio da Google Play Store.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.