Vivo surpreende com novo sensor de impressão digital ultrassónico 3D

Bruno Coelho
Comentar

Com a tecnologia a evoluir de forma vertiginosa nos smartphones, nenhuma fabricante quer ficar para trás. E a Vivo orgulha-se de oferecer um acesso bastante rápido e seguro aos seus smartphones mais recentes.

Tal é possível com um sensor de impressão digital mais largo e ultrassónico 3D, que utiliza ondas ultrassónicas em vez de luz para reconhecer e salvaguardar os utilizadores. Desta forma os smartphones da Vivo têm o maior sensor de impressão digital e também a velocidade mais rápida no mesmo, de apenas 0,2 segundos por desbloqueio.

Vivo

Este utiliza tecnologia e ondas ultrassónicas visando digitalizar os poros do dedo de um utilizador. Desta forma consegue uma imagem 3D verdadeiramente clara. É um sensor ultrafino, de apenas 0,2 mm. Além de permitir ecrãs completos de vidro, pode ser utilizado com ecrãs OLED flexíveis.

A maior área de leitura de impressões digitais para uma experiência de desbloqueio flexível

Com 20x30 mm quadrados, este é o maior sensor da indústria de smartphones. Segundo a marca, a sua zona de leitura é 11,1 vezes maiores que os tradicionais sensores óticos dos concorrentes.

Contendo uma área de sensor mais larga, recolhe quase instantaneamente a quantidade de informação biométrica necessária para o processo de desbloqueio da impressão digital. Desta forma pode ser configurado premindo o visor uma única vez.

Este suporta a leitura de duas impressões digitais em simultâneo. Desta forma melhora a segurança das aplicações do smartphone. É assim possível configurar um processo de autenticação para acesso seguro a aplicações selecionadas, redes sociais ou galeria.

vivo

Com um único ponto de leitura óticas digitalização tradicional de impressões digitais requer cerca de 15 a 20 toques. O sensor ultrassónico eleva esta experiência para uma experiência de desbloqueio rápida.

Acesso rápido às aplicações favoritas

Graças a este sensor, podes aceder a determinadas aplicações com apenas um toque. A ampla área permite aos utilizadores definir o acesso rápido às aplicações escolhidas. É possível desbloqueá-las e aceder às mesmas em pouco tempo.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.