Vendas de smartphones em queda após 'furor' da pandemia COVID-19

Rui Bacelar
Comentar

O mercado de smartphones, tal como o mercado de tablets, denotou uma quebra considerável no volume de vendas durante o 1.º trimestre de 2022 face ao período homólogo de 2021. As conclusões são agora avançadas pela agência de análise de mercado Counterpoint Research, tomando a região norte-americana como caso de estudo.

Face ao período de maior procura, durante o 1.º trimestre de 2021, com vários fatores a contribuir para um aumento das compras, com a situação pandémica a normalizar, as vendas de smartphones voltam a cair. Esta é a principal leitura feita pela agência de análise de mercado com base nos mais recentes dados.

Mercado de smartphones contrai 6% face aos valores de 2021

Counterpoint

O relatório foi avançado agora pela Counterpoint Research, denotando uma quebra de 6% no volume de vendas no mercado norte-americano face ao mesmo período de 2021. São dados que ilustram a normalização do mercado e que foram avançados pela empresa US Monthly Smartphone Channel Share Tracker.

As vendas de smartphones premium caiu após a última quadra natalícia. Além disso, a procura habitual contempla agora smartphones 5G, bem como dispositivos móveis LTE (4G), com estes últimos a serem já a clara exceção à regra em 2022.

Vemos ainda que a Apple dominou, mesmo assim, o mercado norte-americano com 47% do volume de vendas. Em segundo lugar, a Samsung deteve 28% de quota de mercado ao passo que a Motorola surge assim em terceiro lugar com 12% de quota, consolidando a sua posição após a saída da LG.

Por fim, apontamos ainda a presença da TCL, OnePlus e Google, todas com 2% de quota de mercado durante o 1.º trimestre de 2022.

O mercado global de smartphones retrocedeu no 1.º trimestre de 2022

According to Counterpoint Research’s Monthly Market Pulse Service, considering a downward trend in China’s Q1 2022 smartphone market, Vivo ranked first with a leading market share of 20 percent.https://t.co/IHHjo9nB1H pic.twitter.com/dHkD8WVaTo

— ICT Frame (@ictframe) 3 de maio de 2022

Tal como o mercado norte-americano, também o mercado chinês sentiu uma ligeira quebra no trimestre em apreço. Ou seja, o mercado global viu a procura estabilizar em valores pré-pandémicos à medida que o mundo retoma o seu ritmo.

Em todo o caso, a Apple aparenta tomar a dianteira nos principais mercados mundiais, com a Samsung a seguir-se de perto (fora da China). Já no mercado chinês, reinou a Vivo seguida pela OPPO, Apple, Honor e Xiaomi, respetivamente.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com