União Europeia derruba argumentos da Apple, volta a defender a adoção do USB-C

Rui Bacelar
Comentar

A União Europeia tem pleiteado pela adoção de uma porta universal para os dispositivos móveis comercializados na Europa. Fá-lo, aliás, desde 2009, sendo sucessivamente ignorada pelas principais fabricantes que têm na Apple o exemplo mais paradigmático.

Em 2021 este esforço normativo pretende tornar a porta USB-C como a norma em todo o espaço comunitário. Ao que a Apple tem recusado, invocando obstruções à inovação, entre outras justificativas para continuar a dotar os iPhone de entrada Lightning.

A União Europeia quer simplificar o quotidiano dos utilizadores na Europa

📱 One cable to charge them all: the EU plans to make USB-C the common charger for smartphones and other mobile devices.We talked to @EP_SingleMarket chair @anna_cavazzini to find out more about this plan → https://t.co/p4UKJEgWXB pic.twitter.com/LBVNc38fqE

— European Parliament (@Europarl_EN) 15 de outubro de 2021

Com efeito, após a Apple ter rejeitado tal proposta, defendendo que esta uniformização viria prejudicar a inovação, tal como aponta a agência Reuters, a entidade supra-estatal vem rebater a tese de Cupertino. Fá-lo, habilmente, através de uma publicação sucinta na página do Parlamento Europeu.

A proposta foi apresentada no passado mês de setembro, após vários indícios nesse sentido tal como noticiamos na 4gnews. A proposta, caso seja aprovada obrigará todas as tecnológicas a adotar o padrão USB do Tipo C nos seus equipamentos.

Algo que para a maioria das fabricantes de smartphones Android não será uma preocupação, uma vez que já o fazem desde 2018, mas para a Apple comportará algum prejuízo. Note-se que a tecnológica de Cupertino continua, por exemplo, a dotar os seus iPhone de porta Lightning.

USB-C é o melhor padrão a adotar também para os Apple iPhone

Apple iPhone 13
Todos os iPhone em circulação na Europa usam a porta proprietária da Apple.

A réplica dos legisladores europeus afirma que a proposta considera primeiramente os melhores interesses dos utilizadores ao uniformizar o tipo de cabos usados. Ao mesmo tempo, colocam alguma água na fervura ao essencialmente admoestar a Apple.

"Não vejo onde é tal possa ser verdade (a obstrução à inovação invocada pela Apple)", aponta Anna Cavazzini, presidente atual da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores. "A proposta afirma que se um novo padrão surgir, melhor que o USB-C, nós podemos adotar os regulamentos".

De momento não sabemos efetivamente como é que a proposta de legislação comunitária reagiria perante um "novo e melhor padrão de ligação que o USB-C". Isto é, como se adaptaria a proposta normativa europeia à natural evolução da tecnologia.

Legislação terá que ser flexível para acautelar o sucessor do USB-C

Apple iPhone Lightning
A porta Lightning continua a ser o padrão usado pela Apple nos seus iPhone.

Não obstante, continua a ser plausível e até aconselhável uma transição gradual seja atualmente defensável. Ao mesmo tempo, a legislação terá que ser flexível o suficiente para acolher um novo padrão que prove ser superior ao USB-C, além de contemplar mecanismos para garantir a sua adoção assim que tal se justifique.

Em cima da mesa está também o carregamento sem-fios, uma possível alternativa ao padrão USB-C. Há, contudo, mais entraves a serem ultrapassados na Europa (e no mundo) até que um padrão seja implementado pelo organismo máximo europeu.

Aguardamos, por fim, novos desenvolvimentos nos próximos meses.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.