E que tal um clone do Apple iPhone X com Android e ecrã AMOLED?

Daniel Pinto

E que tal um clone do Apple iPhone X com Android e ecrã AMOLED?O novo Apple iPhone X está longe de ter a liberdade de personalização dos smartphones Android. O Sistema Operativo da Apple é rígido e com obrigações questionáveis! (Yap, estou a falar dos ícones)

Mas escusado será dizer que o Apple iPhone X é um objecto de desejo. Principalmente no mercado asiático onde são doentes por novas tecnologias! A Leagoo parece ter a solução para aqueles que querem o design do dispositivo da Apple mas que não querem gastar uma fortuna.

Vê ainda: Vota nos prémios 4gnews! “Melhor Smartphone do Ano, Marca Revelação e Melhor Design”

De acordo com o The Verge, o terminal contará com um ecrã de 5.85" polegadas AMOLED, processador MediaTek Helio P40, 6GB de memória RAM e 128GB de memória interna. Não se espera que as câmaras tenham tanta qualidade quanto as do iPhone, porém, fala-se que serão dois sensores de 16MP.

O terminal ainda não foi anunciado oficialmente e de acordo com o informado terá um valor a rondas os 300 euros. Se realmente o dispositivo trouxer as ditas especificações apresentadas até que não está mau de topo.

Clone do Apple iPhone X com Android traz especificações bem interessantes

O novo Leagoo não deverá trazer Face ID, em vez disso, teremos o leitor de impressões digitais na parte traseira do smartphone.

Na parte frontal contamos o painel muito idêntico ao Apple iPhone X. Podemos observar que a margem inferior é um pouco maior do que o equipamento da empresa de Cupertino.

As imagens parecem mostrar apenas um dummy, por isso não é garantido que este smartphone Android clone do Apple iPhone X venha a ser uma realidade. Se queres um dispositivo com uma enorme monocelha e com Android, talvez este terminal seja indicado para ti. Sinceramente não me parece que venha a ter muito sucesso no mercado.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android – Opera Browser tem agora uma nova cara!

Samsung Email ou Gmail da Google – Qual a melhor aplicação?

Google corrige um dos maiores bugs do Android Auto