Twitter cria nova medida que devia ser imposta em todas as redes sociais! Principalmente no Facebook

Filipe Alves
Comentar

As redes sociais são um local mágico. No Twitter, Facebook ou até Instagram, fizeram com que as pessoas se aproximassem e, em certos casos, reatassem ligações com pessoas que já não tinham contacto há muitos anos.

Contudo, nem tudo é perfeito. A informação falsa cada vez é mais partilhada nestas redes sociais e o maior problema são as partilhas que se tornam virais sem grande razão para isso. Dessa forma, o Twitter implementou uma novidade que avisará o utilizador que deve ler o artigo antes de partilhar.

A nova medida do Twitter

Sharing an article can spark conversation, so you may want to read it before you Tweet it.To help promote informed discussion, we're testing a new prompt on Android –– when you Retweet an article that you haven't opened on Twitter, we may ask if you'd like to open it first.

— Twitter Support (@TwitterSupport) 10 de junho de 2020

Os utilizadores que fizerem um "retweet" (partilha) de um artigo web que foi publicado na rede social sem lerem esse mesmo artigo, terão um aviso que deviam ler o artigo antes de o partilhar. Esta é uma medida que ajudará a que as pessoas pensem duas vezes antes de partilhar algo com um título polémico.

Há uns tempos o website IFLScience publicou um artigo para perceber até que ponto é que o artigo ia ser partilhado sem ser lido pelos utilizadores. O título era apelativo, uma autêntica "notícia falsa" e que queria apenas provar um ponto. Que as pessoas partilham artigos sem os ler.

Twitter Facebook

O título era "Marijuana contém "DNA alien" fora do nosso sistema solar, NASA confirma". O artigo teve mais de 500 mil partilhas. Um outro estudo da universidade de Columbia reportou que num total de 2.8 milhões de artigos partilhados, 59% dessas partilhas não tinham sequer entrado no artigo para o ler.

Facebook é um outro problema

Em Portugal o Twitter é uma rede social pouco relevante, o Facebook é o ponto de encontro de milhões de portugueses. Contudo, o Facebook está longe de querer seguir as mesmas ideologias do Twitter. Podemos dizer que Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, interessa-se mais pelo crescimento da plataforma do que a implementação de medidas que vão baixar o "clique e partilha".

Assim sendo, fica o aviso. Antes de partilhares algum artigo, vê aquilo que estás a partilhar. Nem sempre as notícias são verdadeiras ou o local que está a partilhar essa notícia é fidedigna.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.