O último evento de hardware da Apple trouxe-nos apenas os seus novos Macbook Pro, deixando de parte uma nova geração de iMac´s. Muitos esperariam que a Apple pudesse renovar a sua linha de desktops conjuntamente com a sua linha de portáteis, porém, tal não se verificou e muitos certamente ficaram desapontados com o sucedido.

Vê também: iPhone 8: Samsung poderá ser a única fornecedora de ecrãs OLED

   

Ainda assim, creio que muito poucos acreditem, neste momento, que a Apple queira deixar de parte este nicho. Mas para os que possam ter dúvidas, Tim Cook reforçou agora o compromisso da Apple para com o seu segmento de desktops.

Numa mensagem que o CEO da Apple difundiu pelos seus empregados podemos ler o seguinte:

“Os desktops são muito estratégicos para nós. São únicos quando comparados com os notebook, porque podemos incorporar muito mais desempenho num desktop – ecrãs maiores, mais memória e armazenamento, uma maior variedade de I/O e um desempenho mais rápido. Portanto, existem muitas razões pelas quais os desktops são realmente importantes e, em alguns casos, críticos para as pessoas.

A atual geração de iMac é o melhor desktop que já fizemos e o seu fantástico ecrã Retina 5K é o melhor ecrã do mundo para desktop.

Algumas pessoas nos mídia levantaram a questão sobre se estamos comprometidos com desktops. Se houver qualquer dúvida sobre isso nas nossas equipes, deixem-me ser muito claro: temos grandes desktops planeados. Ninguém se deveria preocupar com isso.”


Estas palavras, além de reforçarem as qualidades da atual oferta de iMac´s no mercado, querem ainda acalmar os ânimos entre aqueles que têm dúvidas relativamente ao futuro destes computadores.

Há um pequeno pormenor neste comunicado que gostaria de comentar. A certa altura, Cook refere que os desktops se diferenciam dos portáteis pelo facto de poderem albergar mais entradas. Sinceramente, espero que, no futuro, a Apple possa honrar esta pequena citação. Ou seja, todos esperamos que os futuros iMac possam trazer mais e variadas entradas do que os atuais Macbook Pro, se é que me faço entender.

Talvez queiras ver:

Oukitel U20 Plus orgulhosamente compara-se ao Xiaomi Mi5S Plus e iPhone 7 Plus

Zuk Edge apresentado oficialmente com Snapdragon 821 e 6GB RAM

Mark Zuckerberg mostrou-nos como imagina a sua IA “Jarvis” (Vídeo)