Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Tik Tok: novo guia de saúde mental e inquéritos sobre privacidade de dados na União Europeia

Mónica Marques
Comentar

A rede social Tik Tok acaba de partilhar um conjunto de novos recursos que têm como objetivo apoiar o bem-estar mental dos utilizadores. Em simultâneo, um dos principais reguladores de privacidade de dados para a União Europeia abriu dois inquéritos sobre processamento e transferência de dados pessoais.

Relativamente aos novos recursos disponibilizados, estes tratam-se de guias sobre como interagir com pessoas em dificuldades emocionais e mentais e também formas atualizadas de advertência para conteúdos sensíveis. Esta notícia surge no momento em que o impacto do Instagram na saúde mental dos adolescentes está a levantar algumas preocupações.

Novos guias disponíveis no Centro de Segurança

centro segurança Tik Tok

Os novos guias foram desenvolvidos em conjunto com associações de apoio ao suicído, como a International Association for Suicide Prevention, a Live for Tomorrow, Crisis Text Line, entre outras e estão disponíveis no Centro de Segurança da Tik Tok.

No mesmo Centro de Segurança está igualmente um guia sobre transtornos alimentares. Dirigido a adolescentes, educadores e cuidadores, esta é uma iniciativa que contou com a participação de vários especialistas e disponibiliza não só informações, como também aconselhamento.

Mas a rede social foi mais longe e está também a atualizar os seus alertas de advertência para conteúdo sensível. Assim, agora quando os utilizadores pesquisarem por termos que podem mostrar conteúdo impressionável, a rede social mostra um ecrã de visualização opcional.

Instagram é prejudicial para adolescentes

Estas alterações surgem depois das notícias divulgadas pelo Wall Street Journal que davam conta de estudos que revelam que o Instagram é uma rede prejudicial para utilizadores adolescentes. Tudo porque os jovens podem ter dificuldade em separar a realidade das imagens alteradas, o que afeta a sua saúde mental.

Já em agosto deste ano a Tik Tok anunciou novos controlos de privacidade mais rígidos para os seus utilizadores adolescentes. Tudo para responder às críticas de que não estava a alertar devidamente os jovens para conteúdo sensível ou publicidade oculta.

Investigações sobre o processamento e transferência de dados na Tik Tok

Entretanto a Comissão de Proteção de Dados irlandesa deu início a duas investigações que envolvem a rede social Tik Tok. Em causa estão os processamento de dados pessoais de crianças e a transferência de dados pessoais para a China.

Devido ao facto de uma grande parte das empresas tecnológicas (Internet) localizarem as suas sedes regionais na Irlanda, esta Comissão é um dos principais reguladores existentes na União Europeia.

Em comunicado, a Comissão esclareceu que a primeira investigação refere-se "ao processamento de dados pessoais no contexto das configurações da plataforma para utilizadores menores de 18 anos e medidas de verificação de idade para menores de 13 anos.

Já a segunda investigação pretende apurar a transferência de dados pessoais que a Tik Tok faz para a China e se a empresa cumpre a legislação de dados europeia, pode ler-se no mesmo comunicado.

Recorde-se de que no início de setembro, a Comissão de Proteção de Dados irlandesa multou o WhatsApp em 225 milhões de euros por não haver cumprimento da lei de Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) da União Europeia.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.