Tesla recusa garantia a um Model 3 alterado para andar na neve

Carlos Oliveira
3 comentários

Não vai há muito tempo que surgiu na internet o vídeo de um Tesla Model 3 com o eixo traseiro modificado para melhor aderência na neve. Neste caso, o dono substituiu as rodas traseiras do carro por uma espécie de lagartas concebidas para andar na neve.

Agora, o dono desse Tesla Model 3 modificado veio para as redes sociais queixar-se que a empresa norte-americana recusou prestar a garantia ao seu carro. Um desfecho previsível, tendo em conta que não se tratou de colocar uns néons ou rebaixar o carro.

Tesla garantia

Modificações ao Model 3 valeram um eixo traseiro partido

Não se ficando pela recusa da garantia, a Tesla "multou" ainda o condutor em 4500 dólares por danos no motor do seu Model 3. Ou seja, não basta ter de pagar do seu bolso o arranjo do carro, como ainda ter de "indemnizar" a Tesla pelo seu comportamento.

O veículo foi enviado para a assistência da Tesla depois de o eixo traseiro do carro ter partido e ainda danificado a unidade de controlo. Danos que, segundo o queixoso, não se deveram ao seu mau uso, mas, porque o carro é "frágil".

Este sustenta a sua alegação no facto de já ter aplicado modificações semelhantes em outros veículos, sem danos do género. Vale notar que este Model 3 estava apenas há três meses na sua posse.

É curioso notar que este condutor bloqueou a sua conta no Twitter após o caso ter ganho impacto mediático. Mas como sempre dizemos, uma vez na internet, para sempre na internet.

No vídeo em que é mostrado ao mundo esta modificação, é facilmente percetível que o Model 3 não foi concebido para modificações como esta. Logo no início do vídeo é documentado um barulho no eixo que deixava a prever que esta brincadeira iria acabar mal.

Este caso deve servir de exemplo para todos os que possam ter ideias malucas para os seus carros. Lembrem-se que estas modificações profundas podem danificar seriamente o veículo e não admira que a Tesla tenha recusado a garantia.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.