Tesla irá limitar algumas funções do seu piloto automático na Europa

Carlos Oliveira
Comentar

A empresa de Elon Musk informou que está a distribuir uma nova atualização para o seu piloto automático na Europa. Esta nova atualização irá limitar algumas das suas funções, a fim de cumprir com os novos regulamentos da União Europeia para sistemas de apoio à condução.

De acordo com o que pode ler-se na nota enviada pela Tesla, esta atualização apenas terá efeitos nos Model S e Model X na Europa. O Model 3 está isento desta atualização, uma vez que o seu sistema de piloto automático foi concebido tendo em mente os novos regulamentos europeus.

Tesla

Assim sendo, esta atualização passará a limitar o quão poderá o volante virar em ocasiões em que o Autosteer estiver ativo. Ademais, as mudanças de faixa automáticas passarão a ser feitas de forma mais rápida.

Neste caso, esta manobra terá de ocorrer dentro de cinco segundos, no máximo, depois de dado o sinal de mudança de direção. Este, por sua vez, terá de ser ativa da primeira vez que se pretender fazer tal manobra.

Regulamentação europeia obriga Tesla a limitar uma das suas principais inovações

Em causa está a regulamentação UN/ECE R79 da União Europeia, que visa sistemas de apoio à condução. Para que as suas normas possam ser cumpridas, os detentores de um Model S ou Model X serão os principais afetados. Isto porque algumas das suas atuais funcionalidades passarão a estar limitadas.

Tesla

Embora estes veículos tenham sido aprovados com versões anteriores deste sistema, esta atualização irá reverter algumas das funcionalidades existentes. Por conseguinte, será natural que os seus condutores estranhem, pelo menos num primeiro momento, o desempenho do piloto automático dos seus carros.

Detentores europeus de um Model S ou X que passaram para um Model 3 já mencionaram as limitações sentidas no piloto automático, em especial em autoestradas. Com a aplicação deste novo software, espera-se que mais relatos do género comecem a surgir.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.