Tesla em declínio? Analistas dizem o contrário!

Abílio Rodrigues
Comentar

A Tesla conseguiu em 2020 vender quase todos os 500 mil veículos elétricos que fabricou, mas o ano que agora arranca pode trazer ainda mais sucesso e dinheiro à marca de Elon Musk. Segundo analistas do Deutsche Bank a empresa pode atingir os 800 mil veículos vendidos durante este ano, aumentando ao mesmo tempo as suas receitas em 48%.

Esta previsão tem origem nos resultados da companhia no ano transato e também numa perspetiva de aumento da produção nas suas Gigafactories de Berlim e Shanghai. Os números apontam para cerca de 775 mil veículos vendidos em 2021, o que corresponderá a qualquer coisa como 37 mil milhões de euros em receitas brutas.

Tesla estará apenas a passar por dores de crescimento

Alinhamento de Veículos Elétricos da Tesla

A Tesla deve revelar ainda em janeiro os seus resultados financeiros correspondentes ao ano passado, e caso as previsões que têm sido avançadas se concretizem devem indicar ganhos de 29 mil milhões de euros.

O Deutsche Bank avança também que a Tesla deve crescer 300% ao longo dos próximos 5 anos, contrariado alguns indícios de que a empresa podia estar a entrar numa fase menos boa.

Este raciocínio aponta para as consequências do decréscimo de vendas dos seus modelos mais caros como justificação para um declínio da marca.

Apesar desta tendência parecer corresponder à verdade, os Model 3 e Model Y têm compensado. Estas duas variantes representam 454,932 unidades produzidas em 2020, contrastando com as 54,805 unidades dos Model S e Model X.

Mais ainda a empresa deve lançar este ano o muito aguardado Cybertruck, que pode também ajudar a catapultar as vendas da marca.

Para além desta nova oferta vamos ter direito a revisões dos modelos já existentes, que podem renovar o interesse nos automóveis da marca californiana.

Portugal está rendido à Tesla

Na Europa, o Model 3 foi o segundo veículo elétrico mais popular do ano passado, atrás apenas do Renault Zoe. No caso concreto de Portugal, foram registadas 1413 novas matrículas da Tesla, que detém agora 18% de quota de mercado.

No que diz respeito aos ligeiros de passageiros elétricos a Tesla domina o nosso mercado, seguida da Renault e da Nissan.

O segmento automóvel sofreu uma grande quebra em Portugal no ano de 2020 graças à pandemia, mas a marca de Elon Musk conseguiu contrariar essa tendência.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.