Spotify Wrapped 2021: como ver os teus artistas e podcasts mais ouvidos este ano

Bruno Coelho
Comentar

Chegou aquela altura do ano. Sempre que chegamos ao início de dezembro, o Spotify dá aos seus utilizadores uma forma interativa e divertida de conhecerem as músicas, artistas ou podcasts mais ouvidos nesse ano.

Sejas um utilizador mais ou menos ávido desta plataforma de streaming de música, acaba por ser sempre curioso saber o que andaste a ouvir durante o ano. E se gostas de saber o que os teus amigos andam a ouvir, esta é também uma altura salutar de partilha.

“Como é costume, o Wrapped ajuda-nos a refletir sobre o grande papel que o áudio desempenha na vida dos nossos ouvintes - e como os nossos criadores favoritos criaram a banda sonora do mundo à nossa volta”, pode ler-se em comunicado.

spotify

Como ver o teu Spotify Wrapped 2021:

Assim que abrires a app do Spotify no smartphone, o teu Wrapped vai aparecer imediatamente na página inicial. Basta clicares no mesmo, e tens acesso ao resumo do teu ano nesta plataforma.

Caso isso não aconteça, ou estejas no computador, podes aceder diretamente ao Wrapped 2021 através do link abaixo. Este mostra-te as estatísticas do teu ano num formato muito semelhante às Histórias do Instagram. E estas podem ser diretamente partilhadas nas tuas redes sociais preferidas.

Acede ao teu Spotify Wrapped 2021

Deves ter em conta que estas estatísticas vão estar disponíveis durante o próximo ano, até que saia o Wrapped seguinte. Além disso, esta é uma funcionalidades disponível tanto para utilizadores premium, como para quem não paga. De qualquer das formas, poderás sempre aceder à playlist de 2021 para saberes o que andavas a ouvir por esta altura.

Segundo o Spotify Portugal, o artista masculino mais ouvido no nosso país foi Drake. A artista feminina mais ouvida em Portugal em 2021 foi a fadista Ana Moura. No que diz respeito aos podcasts, foi Extremamente Desagradável de Joana Marques a levar a taça em Portugal.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.