2017 Internet Speedtest Ookla NET SpeedTest da Ookla
De acordo com os dados do relatório anual da Ookla, em 2017 a velocidade do acesso à Web melhorou consideravelmente. @zadara

Em plena era digital, algo tão essencial como o ar que respiramos é o acesso à Internet. Algo que igualmente valorizamos é a velocidade e estabilidade dessa mesma conexão à Web. Para averiguar a velocidade da tua ligação, um dos testes de velocidade mais utilizados em todo o mundo é o SpeedTest da Ookla. Para milhões de pessoas em todo o mundo já se tornou na forma preferencial de avaliar a sua conexão à NET. Agora, esta empresa publicou o seu relatório anual para 2017.

SpeedTest da Ookla é uma ferramenta igualmente útil para averiguar se a tua operadora está efetivamente a entregar-te tudo aquilo a que tens direito. Uma forma igualmente válida para saberes se o teu dispositivo está, porventura, longe demais do router ou se tens muita perda entre o dito router e o dispositivo em questão.

Vê ainda: 28 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Dito isto, é normal que o SpeedTest da Ookla tenha uma gigantesca base de dados. Por minuto serão quase incontáveis os testes de velocidades efetuados pelo seu algoritmo. Isto permite à empresa ter uma boa noção da média de velocidade no acesso à NET. Sabem igualmente qual é o meio preferencial dos consumidores, as regiões mais privilegiadas e também aquelas que pior conexão à internet possuem.

SpeedTest da Ookla mostra-nos uma evolução na ligação à NET

Agora, com o final do ano a aproximar-se, olhemos para as conclusões desta empresa.

Com base nos milhões de resultados obtidos pelo SpeedTest da Ookla, a empresa diz-nos que em novembro de 2017 a média da velocidade download é de 40.1Mbps (Megabits por segundo). Já por outro lado, a velocidade média de upload é de 19.96Mbps. Mas há mais! A forma e meios através dos quais acedemos à NET também tem vindo a sofrer algumas alterações.2017 Internet Speedtest Ookla NET SpeedTest da Ookla

Da análise destes dados surge a conclusão de que o acesso à Internet melhorou significativamente. Isto face aos dados registados em novembro de 2016. Com efeito, no espaço de um ano o acesso global à NET registou uma melhoria significativa. Na ordem dos 30% para ser mais preciso.

SpeedTest da Ookla mostra os do setor mobile em 2017

A empresa avança ainda que as velocidades de download a partir de dispositivos móveis (smartphones e tablets) melhoraram cerca de 30,1% no decurso dos últimos 12 meses.

Já as velocidades de upload subiram cerca de 38,9% no decurso do mesmo período de tempo. Em suma, a SpeedTest da Ookla revela que em 2017 as velocidades de download através de banda larga subiram 31.6%. Uma cifra considerável.

Já sob uma nova ótica, em novembro de 2017, um total de 119 países superavam a média global( 20.28Mbps) de velocidade de download através de dispositivos móveis. Os nossos smartphone são cada vez mais, o veículo mais comum para aceder à NET. Felizmente, as operadoras tem melhorado as suas ofertas.

A realidade, segundo a SpeedTest, em 2017:

Já por outro lado, 134 países estavam abaixo desta média global de download através de dispositivos móveis. Já no acesso à internet por banda larga, 71 países estão acima da média global ao passo que um total de 185 países situam-se abaixo deste padrão.

Aqui, os países com uma melhoria mais significativa no acesso à NET através de dispositivos móveis foram o Laos com um crescimento de 249.5%. Seguido pelo Vietname, Trinidade e Tobago, Hong-Kong e o Líbano.

Já no acesso à NET através da banda larga os países com maior crescimento na qualidade do referido aceso foram a região autónoma de Reunião (ilha ao largo de Madagáscar)., Guatemala, Gana, Perú e Índia foram aqueles que mais melhorias sentiram.  Já Porto Rico registou uma queda de 39.8% devido ao furacão que devastou o país no início do ano.

Acesso à NET nos 10 países mais populosos também melhorou segundo a SpeedTest da Ookla

A Noruega é neste momento o país com a velocidade de acesso à NET via mobile mais elevada. Em todo o globo, só este país tem uma média de 62.66 Mbps. Já Singapura é o país com a maior média no que diz respeito ao acesso à NET. Isto através da conexão “caseira” de banda larga com 153.85 Mbps.

Já no que diz respeito aos países mais populosos do mundo. O Top 10 dos países com maior população. No qual se incluem a Índia e o Paquistão também registaram melhorias notórias face a 2016.

Com efeito, em 2017 o Paquistão teve uma melhoria de 56.2% no acesso à NET. Na conexão via mobile. Ao passo que a Índia teve uma melhoria de 42.4% ao longo deste ano. Já por sua vez, o Brasil registou um aumento de 27.6% na velocidade de download através de dispositivos móveis. Foi no setor mobile onde os nossos leitores brasileiros sentiram as maiores melhorias.

No acesso à NET através das redes convencionais (banda larga), a Índia teve a maior escalada na velocidade da NET. Cresceu 76,5%. A China cresceu 42,3% na velocidade de acesso. Já por sua vez, os Estados Unidos da América cresceram 37,3%. Crescimento a dois dígitos.

E tu, estás satisfeito com a tua conexão à Internet? Seja através da rede de casa (banda larga) ou através do teu dispositivo móvel? Deixa-nos a tua opinião abaixo, nos comentários.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy S9 vs Galaxy S8 – O que mudará nas dimensões?

Huawei P11 será apresentado no primeiro trimestre de 2018

28 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Viamobilescout
Fontespeedtest
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).