Marte continua a ser um sonho distante para alguns de nós. Como eterno amante do espaço e tudo o que é relativo ao assunto, acredito que um dia terei a possibilidade de ver o Ser Humano a aterrar num outro planeta.

Para quem viu a série “Mars” da National Geographic, série esta baseada em planos reais e documentários de pessoas relevantes na exploração espacial, sabe que não será simples aterrar no planeta vizinho.

E mesmo que consigamos aterrar… E depois? Sendo Marte um planeta distante e com a sua própria atmosfera, aterrar em Marte não será tão simples como quando fomos à Lua.

Vê ainda: Estes são os planos de Elon Musk para colonização em Marte

É muito provável que os aventureiros e pioneiros na exploração do planeta vermelho, tenham apenas um bilhete de ida. O melhor é fazer dessa viagem o mais produtiva possível.

Resumindo, não vamos a Marte espetar uma bandeira não chão, arquivar meio quilo de terra e vir para casa. A exploração ao planeta distante é bem mais complexo.

O objectivo passa por construir uma base em Marte onde os cientistas e astronautas viajantes possam investigar o planeta mais a fundo e quiçá, encontrar a formula secreta de como fazer dele um planeta com possibilidades de albergar vida.

De acordo com a SpaceNews, a empresa privada Space X e a pública NASA, estão a trabalhar em conjunto para encontrar o melhor local de aterragem da nave que nos levará “para o infinito e mais além”.

Ida a Marte parece cada vez mais um projeto com pernas para andar!

Foi referido que, em princípio, já estarão acordados os locais mais relevantes para a nossa aterragem. Estes locais precisam de ser situados no Equador, para melhor exposição solar e melhor temperatura, contudo, ficar próximo de um local com gelo.

O planeta é grande, mas até ao momento estão apenas reunidas meia dúzia de opções viáveis para esta aterragem.

Os objectivos da Space X e da NASA passam por levar o Homem a Marte em meados de 2030, um alvo complicado mas exequível.

Outros assuntos relevantes:

Stephen Hawking: A Humanidade terá apenas mais 1000 anos de vida

NASA completa o seu novo telescópio espacial James Webb

Reação de Elon Musk quando Falcon 9 aterrou pela primeira vez

ViaTech Crunch
FonteSpace News
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.