Se te sentires inútil, relembro que a Sony ainda vende smartphones...

Rui Bacelar
Sony Xperia Kaz Hirai smartphones Android
Na imagem, Kenichiro Yoshida, novo CEO da empresa japonesa.

A fabricante nipónica acaba de divulgar o seu mais recente relatório fiscal referente ao terceiro trimestre de 2018. Nesse sentido podemos agora apurar, com dados oficiais, o desempenho dos smartphones Android da marca, os seus Sony Xperia.

Podemos também, em segundo lugar, ver quais são os departamentos que estão a dar lucro ou prejuízo à empresa. Aqui, sem grandes surpresas temos novamente o setor Gaming a sustentar a empresa e, no extremo oposto, o setor Mobile.

Vê ainda: Sony vendeu 2 milhões de Sony Xperia’s no 2.º trimestre de 2018

Cumpre explicitar que dentro do departamento Gaming temos todas as operações relacionadas com a consola PlayStation. Departamento este que registou um aumento nos lucros, aqui na ordem dos 317 milhões de dólares face ao período homólogo de 2017.

Em suma, olhando para o mesmo período de 2017 e 2018 vemos que o departamento Gaming aumentou os lucros em 317 milhões de dólares. Um crescimento extremamente saudável e que incute redobra a confiança dos investidores na gigante nipónica.

Em contraste com este crescimento do setor Gaming, o departamento Mobile continua a representar um autêntico empecilho no equilíbrio fiscal da Sony. Nesse sentido podemos agora confirmar que os smartphones Android da marca, os seus Sony Xperia são um peso morto para o equilíbrio das contas. Estaremos a exagerar? Bom, comparativamente com o período homólogo de 2017 o setor Mobile registou prejuízos de 480 milhões de dólares. Em suma, os prejuízos com os smartphones Sony Xperia superam até o ótimo desempenho da PlayStation 4 e todas as suas ramificações.

Sony PlayStation 4 Sony PlayStation 5
Lucros espectaculares no departamento Gaming, superados apenas pelos prejuízos no departamento Mobile ©Wired

Apesar desta alarmante cifra, o seu anúncio não nos causa surpresa. Não é de agora que a Sony está a operar com um prejuízo constante neste sector responsável pelos seus Sony Xperia. Aliás, espera-se que a tendência se mantenha e os seus smartphones Android continuem a arrastar a marca nos próximos trimestres.

Smartphones Android da marca, os Sony Xperia continuam a dar prejuízo...

Veja-se o exemplo do trimestre anterior em que a Sony registou prejuízos na ordem dos 100 milhões de dólares com os seus smartphones Sony Xperia. Número que parece até simpático tendo em conta os prejuízos deste trimestre.

Tornando ainda mais evidente o colapso do setor Mobile da Sony basta olhar para a empresa como um todo. Sim, a empresa está a sair-se bem e a recuperar da estagnação dos últimos anos. Veja-se o seguinte gráfico, ilustrando as míseras vendas dos Sony Xperia.

Sony Xperia smartphones Android 2018
Nunca se venderam tão poucos smartphones Android desta marca. ©XperiaBlog

Ilustrando esta "pedra no sapato" que são os seus smartphones Android, durante a primeira metade do ano fiscal de 2018 a marca já encaixou mais mil milhões de dólares do que durante o mesmo período em 2017.

Em suma, são estes ganhos generalizados que sustentam um setor decadente, que neste momento se encontra em mísero estado. Aliás, as vendas de smartphones Sony Xperia estão já abaixo dos valores registados em 2010.

Os Sony Xperia são um peso morto para a marca nipónica

Durante o terceiro trimestre de 2018 a Sony vendeu 1.6 milhões de smartphones Android, um mínimo histórico para a marca. Por outras palavras, os Sony Xperia e consequentemente o departamento Mobile não passam de um peso morto para a marca.

Sony Xperia smartphones Android
A fabricante chinesa está a apresentar lucros em praticamente todos os setores, menos o mobile.

Que conclusões podemos daqui retirar? Bom, em primeiro lugar podemos afirmar que a empresa nipónica se encontra de boa saúde e de volta aos lucros. Em segundo lugar é extremamente improvável que a marca encerre o seu departamento Mobile.

Até quando é que a Sony arcará com os prejuízos do departamento Mobile?

Nesse sentido, já no passado vimos a chefia da marca a expressar o seu interesse neste mercado puramente por "razões estratégicas". O então CEO, Kazuo Hirai, chegou mesmo a referir que a sua presença no setor mobile era meramente estratégica.

Em suma, a Sony acredita que o setor mobile irá dar um passo grande e quer estar presente quando tal acontecer. Entretanto, o cenário mais provável é continuarem a cair no volume de vendas e na já vestigial quota de mercado.

Todavia, é certo que a marca pode orgulhar-se de ter encaixado mais de mil milhões de dólares face ao período homólogo de 2017. Ainda assim, esta cifra poderia ser ampliada não fosse o peso morto dos seus smartphones Android.

Vê ainda: Sony não desiste dos smartphones, até quando?

Pessoalmente acredito que a marca continuará a fabricar smartphones Android e a lançar os produtos de 6 em 6 meses no mercado. Pelo menos enquanto o balanço fiscal continuar a ser amplamente positivo.

Aliás, quando foi a última vez que um dos nossos leitores adquiriu um smartphone Android desta marca? Sobretudo agora com a penetração de várias fabricantes chinesas no mercado português?

Editores 4gnews recomendam:

Apple esconderá o número de iPhones e produtos vendidos

Smartphones: Mercado contrai 6% no 3º trimestre de 2018 – IDC

MIUI 10: Beta 8.11.1 chegou a 6 novos smartphones

Fonte | via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.