Sony está a desenvolver um "ar condicionado" para colocares debaixo da roupa

Filipe Alves
Comentar

Ainda que este Verão não esteja tão bom quanto os anteriores, quando chegam dias de calor o lugar mais seguro é debaixo de um guarda-sol numa esplanada com uma cerveja bem fresca.

Pois bem, a Sony sente que este é um problema e acredita que tem a solução para os nossos problemas. O "ar condicionado" portátil foi posto em crowdfunding e rapidamente ultrapassou os 100%.

O Wearable "ar condicionado" que colocas debaixo da roupa

Em síntese, só tens de colocar o "ar condicionado" debaixo da roupa e ajustar a temperatura através da aplicação do smartphone. Infelizmente não existe um processo automático. Acredito que seria uma enorme vantagem ter o gadget a ligar-se automaticamente assim que tivesse acima de determinada temperatura.

Sony Ar condicionado

Basicamente é isso. O gadget é pequeno e silencioso. Ou seja, não vais andar com um ruído atrás de ti simplesmente para ficares fresco. Ao colocares o gadget debaixo da roupa e definires a temperatura ideal para ti, o pequeno wearable faz o seu trabalho.

Infelizmente não há detalhes concretos do pequeno gadget. Mais concretamente de qual será a sua autonomia. Sabemos que é compatível com Android 8.0 e iOS 13.

Quanto custará este "ar condicionado"

Com o valor a rondar os 100€, acredito plenamente que este será um investimento garantido para todos aqueles que tem de andar ao sol no seu trabalho. Um vendedor porta-a-porta, ou até um carteiro. Já imaginaste trabalhares sem sentires o calor intenso?

O gadget chegará ao mercado em 2020, porém, apenas na Ásia. Ainda não há datas concretas para a chegada do produto ao nosso Continente. Esperemos que a Sony não se esqueça de nós. Conheço amigos e família que não se importavam de pagar o dobro.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.