Sony é mais uma! Os fabricantes que já abandonaram a MWC devido ao Coronavírus!

Filipe Alves
Comentar

A MWC (Mobile World Congress) é uma feira anual que nos dá as novidades do mundo mobile. Porém, devido ao surto de Coronavírus são muitas as empresas que estão a virar as costas à gigante feira em Barcelona.

A GSMA, organizadora do evento, já referiu que independentemente do problema do Coronavírus a feira vai realizar-se. Porém, cada vez mais são as fabricantes que não querem correr o risco de estarem presentes.

Sony é a mais recente baixa da MWC

Coronavírus MWC mobile World Congress Sony

A Sony anunciou hoje que vai abandonar a feira hoje devido ao problema que todos vêem mas não querem admitir. Foi referido no comunicado de imprensa "Como damos a máxima importância à segurança e ao bem-estar de nossos clientes, parceiros, media e funcionários, tomamos a difícil decisão de deixar de expor e participar na MWC 2020 em Barcelona".

Assim sendo, a Sony decidiu trocar a MWC pelo Youtube. Os novos smartphones da marca serão revelados de forma oficial no seu canal de Youtube.

Nesta apresentação espera-se que a Sony revele o seu Xperia 5 Plus. Um smartphone topo de gama que quer dar a volta ao mau momento da empresa japonesa no segmento mobile.

Quem é que vai falhar a feira devido ao Coronavírus

Temos algumas empresas que já disseram que não vão marcar presença e outras, como a Samsung, que anunciou que vai reduzir consideravelmente a sua presença.

  • NVIDIA
  • Amazon
  • LG
  • Samsung (redução de staff)
  • ZTE
  • Ericsson

Coronavírus é uma ameaça real na Mobile World Congress

Quem já foi a uma feira destas sabe que este vírus é uma ameaça preocupante. A maior parte dos fabricantes são oriundos da Ásia, onde o surto está a ter um maior impacto.

Neste momento mais de 40 mil pessoas foram afetadas pelo Coronavírus e já existem 910 fatalidades. A Europa conta com 46 infetados pelos vírus e os números continuam a aumentar.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.