Snapdragon 888 Pro: novo processador de topo poderá não ser para todos

Carlos Oliveira
Comentar

A Qualcomm tem o hábito de apresentar duas versões dos seus processadores topo de gama. Além da versão normal da nova gama Snapdragon 800, a americana lança ainda uma versão Plus do mesmo.

Este ano, a Qualcomm poderá fazer o mesmo com o lançamento do Snapdragon 888 Pro. E segundo o que está a ser avançado, este SoC já estará a ser testado na China, de onde poderá não sair.

Snapdragon 888 Pro

Qualcomm Snapdragon 888 Pro poderá ser exclusivo da China

A notícia da fase de testes do novo Snapdragon 888 Pro foi dada por Digital Chat Station. Este conhecido leaker afirma que fabricantes chinesas já estão a testar o novo processador e os primeiros modelos equipados com o mesmo chegarão já no terceiro trimestre deste ano.

Todavia, as más notícias verificam-se quando algumas fontes apontam que o Snapdragon 888 Pro poderá nunca vir a sair da China. A confirmar-se, seria uma desilusão para todos os mercados ocidentais.

Parece um pouco estranho que a Qualcomm prive o seu mercado caseiro do mais potente processador alguma vez desenvolvido. Por isso, coloca-se a possibilidade de o Snapdragon 888 Pro chegar ao ocidente com uma designação diferente, possivelmente como Snapdragon 888+.

Praticamente certo é que este novo processador será uma versão melhorada do Snapdragon 888 que ficamos a conhecer oficialmente em dezembro passado. Uma estratégia semelhante à que a Qualcomm usou nos últimos anos.

Manter-se-á o uso dos núcleos Cortex-X1, porém, terão um tratamento diferente de forma a potenciar ainda mais o seu desempenho. O vulgo overclock que visa retirar o máximo desempenho que estes núcleos conseguem providenciar.

Também a sua gráfica GPU Adreno 660 poderá sofrer uma ligeira melhoria nas suas frequências. O objetivo será o mesmo, retirar ainda mais desempenho deste componente para fazer do smartphone, com ele equipado, ainda mais potente.

Ainda nenhuma destas informações foi confirmada pela Qualcomm. Nesse sentido, temos de aguardar por mais informações que nos permitam perceber qual a real influência deste novo processador no mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.