Impressão Digital Smartphones
Impressão digital em ecrã – Goodix

Tempos de grande mudança avizinham-se no mundo dos smartphones, nomeadamente quanto à impressão digital. No início do presente ano já vimos parte desta mudança, desta inovação que veremos de uma forma mais abrangente na indústria num futuro já muito próximo, quem sabe até já no teu próximo smartphone, entre eles, Xiaomi, Huawei, Nokia, LG e ASUS.

Primeiro o Infinity Display, depois a Impressão Digital. Para quem dizia que os smartphones não poderiam evoluir mais…

Referenciando Andy Rubin, apenas uma das pessoas mais envolvidas na criação do Android e dos smartphones em geral, e agora CEO da Essential, a transição para equipamentos com “Infiniti Display” é um facto que será transversal à industria, na qual o seu primeiro equipamento já se enquadra. Contudo, tanto no seu primeiro smartphone, como nos restantes que temos visto, umas das características principais destes futuros equipamentos ainda não conseguiu atingir um nível de desenvolvimento necessário. Com isto, refiro-me à ausência do sensor de impressão digital no próprio ecrã, ou até mais do que isso, em qualquer superfície!

Solução de integração da Goodix

Uma das marcas com grande presença no mercado é a Goodix. Apesar de provavelmente nunca teres ouvido falar deste nome, esta é a marca que produz os leitores de impressão digital para marcas como a Xiaomi, a Huawei, Nokia, LG e ASUS, que estão os mais rápidos do mercado. A sua solução passa por um leitor óptico, que funcionará por baixo de um ecrã AMOLED.

   

Vê também: Opinião: porque é que o Samsung Galaxy Note 8 terá tanto de espetacular como de horrível?!

Segundo a marca, esta solução será mais segura de usar do que os actuais sensores capacitivos, na medida em que oferece uma maior superfície de leitura da impressão digital. Para além disto, irá permitir às construtores maximizar o espaço de ecrã e retirar o botão físico dos equipamentos. Este produto valeu-lhe um prémio de inovação em design biométrico na Computex. Dá uma espreitadela por ti.

Inovação da Qualcomm

Concorrente à Goodix no que toca à segurança dos smartphones, será a Qualcomm. Apesar de sensivelmente o mesmo efeito, a tecnologia da empresa americana é mais avançada, baseada num tipo de desbloqueio ultra-sónico. A grande vantagem da tecnologia da Qualcomm é que pode ser implementada por baixo em vários tipos de superfície.

No caso da Goodix, os leitores de impressão digital podem ser apenas colocados baixo de materiais transparentes, como o caso de cerâmica, vidro e safira. Já no caso da Qualcomm, o seu tipo de tecnologia permitirá o uso deste tipo de sensores mesmo através de superfícies metálicas.

Nova tecnologia só em 2018

Apesar dos rumores que temos visto sobre o Galaxy Note 8 e também sobre a edição especial do novo iPhone, tudo aponta para que esta tecnologia não esteja pronta a tempo de lançamento de ambos os equipamentos, forçando a Samsung a adoptar uma solução semelhante ao S8 e S8+ e a Apple a adiar ou limitar em larga escala o acesso ao novo equipamento. Em último recurso, poderá até forçar a Apple a uma abordagem diferente para a segurança do seu equipamento.

À parte destes dois equipamentos de referência, estamos a contar que este tipo de tecnologia atinja uma grande escala no próximo ano. Para terem uma ideia, a Qualcomm fez a demonstração mundial da sua tecnologia em equipamentos com base nos Snapdragon 630 e 660, que claramente são processadores de gama-média.

Combinando esta eficácia tecnológica com novos equipamentos de gama média equipados com ecrãs FullVision, como os novos LG Q6, Q6+ e Q6α, poderemos estar a antecipar um fantástico ano de 2018 para os smartphones, com muitas inovações e designs fantásticos em toda a linha.

Outros assuntos relevantes:

Séries Netflix: terceira temporada de Narcos já tem trailer!

Opinião: porque é que o Samsung Galaxy Note 8 terá tanto de espetacular como de horrível?!

Motorola: Saudades do Moto Gallery? Descarrega aqui a Galeria Motorola!