cubot-max-4gnews-2

Temos de concordar que os smartphones oriundos da China são cada vez uma opção de escolha. As empresas estão cada vez mais a fazer um excelente trabalho no que toca à qualidade dos produtos e trazendo mais opções viáveis ao mercado.

Mas há quem acredite que este valores tem um custo. Uns acreditam que investir num smartphone oriundo da China é pouco viável devido a garantias, outras pessoas simplesmente não aguentam a quantidade enorme de bloatware que as Rom’s trazem.

   

Vê ainda: Asus ZenFone AR será o primeiro equipamento Project Tango da marca

Sinceramente, no que toca a bloatware a situação está mais calma nos últimos tempos. As empresas tem vindo a instalar apenas stock Android e são raras as que insistem em aplicações que não precisamos.

Mas hoje temos mais um pequeno assunto para nos preocupar. Aparentemente algumas fabricantes Chinesas estão a enviar dados das SMS’s dos utilizadores para servidores na China de forma a perceber e redirecionar publicidades de uma forma mais assertiva.

uhans-a101-4gnews-6

Em entrevista ao The Verge o VP de produtos de uma empresa de segurança de software, Kryptowire, referiu que este software não só copia as tuas SMS’s como regista as tuas chamadas e utiliza a localização do utilizador.

“O software escrito por uma empresa de Shanghai não é propriamente uma vulnerabilidade mas sim uma característica“, referiu o VP da Kryptowire.

A empresa responsável pelo software indica que o software está a correr em mais de 700 milhões de smartphones, maioritariamente em gama-baixa, e que chegou mesmo a fazer parceira com empresas como a Huawei, ZTE e Blu.

Enquanto a Huawei e ZTE ainda nada referiram sobre a situação, a Blu já enviou um comentário no caso referindo que já preparou uma atualização que retirasse este tipo de "característica" em mais de 120 mil equipamentos neste momento nos EUA.

Este assunto será garantidamente acompanhado de forma atenta visto que cada vez mais as empresas oriundas da China ganham mais relevância nos bolsos dos utilizadores Portugueses.

Talvez queiras ver:

Apple cobra 300$ por um livro com imagens dos seus produtos

Xiaomi Mi Mix passa com distinção o teste de resistência de JerryRigEverything

iPhone 7 causa queimaduras de segundo grau numa grávida