Skype tenta aproveitar polémica com WhatsApp e acaba a 'ouvir' o que não queria

Abílio Rodrigues
Comentar

O WhatsApp tem estado envolvido em grade polémica nas últimas semanas graças a uma alteração nas suas políticas de privacidade que permitem maior ingerência do Facebook nos dados da aplicação fora da União Europeia.

Várias companhias rivais têm beneficiado destas notícias, com plataformas como o Telegram ou Signal a registarem aumentos significativos no seu número de utilizadores.

Quem tentou também aproveitar a onda de contestação ao WhatsApp foi o Skype, que numa tentativa de se manter relevante no meio de toda esta discussão recorreu às redes sociais para vincar as diferenças entre o seu produto e a oferta concorrente.

Crítica do Skype ao WhatsApp não teve o efeito desejado

Para mal dos seus pecados as coisas não correram conforme desejado, com inúmeros utilizadores a criticarem o serviço oferecido pela aplicação da Microsoft.

As respostas ao tweet são das mais variadas possíveis, com muitos a destacar as limitações do Skype ou até a apelidarem a aplicação de "fóssil."

Obviamente houve também quem aproveitasse para discutir os prós e contras de outras companhias que oferecem serviços semelhantes, remetendo o Skype para um segundo plano onde já se encontra há vários anos.

Uma das questões levantadas prende-se mesmo com a própria existência do Skype, sendo recorrente a questão se o Microsoft Teams não é aquilo que o Skype sempre tentou ser e nunca conseguiu.

Um caso sério de tiro pela culatra

Mais curioso e talvez imprudente é o facto dos responsáveis pela equipa terem incluído na publicação um link para a declaração de privacidade da Microsoft, onde é referido que o Skype utiliza dados recolhidos por terceiros.

Caso não se recordem, a privacidade e recolha de dados é um dos motivos que tem colocado o WhatsApp e Facebook debaixo de fogo e levado tanta gente a procurar alternativas.

Existe sempre o argumento de que ao menos o Skype não vende dados a terceiros, mas a verdade é que a publicidade não faz parte do seu modelo de negócio.

Neste momento parecem existir alternativas mais válidas e capazes de oferecer um serviço mais completo e adaptado às exigências modernas, pelo que esta iniciativa foi simplesmente mais um tiro no pé do Skype.

Editores 4gnews recomendam:

  • Elon Musk e WhatsApp levam mais gente para o Signal
  • WhatsApp não excluirá contas que se oponham à partilha de dados com o Facebook
  • WhatsApp vai obrigar-te a partilhar mais dados com o Facebook!
Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.