Serviço tipo ‘Xbox Game Pass’ na PS5? Podes esperar sentado

Bruno Coelho
Comentar

Esta semana ficamos finalmente a conhecer os preços da PlayStation 5, dos seus acessórios e as tabelas de preços de alguns jogos. Os exclusivos irão passar a custar 79.99€, o que deixou alguns fãs desagradados.

Jim Ryan, CEO da PlayStation, concedeu uma entrevista ao Game Industry e o tema esteve em cima da mesa. Numa altura em que surgem serviços como o Xbox Game Pass na concorrente, o executivo descartou algo semelhante na consola da Sony.

Caso não saibas, o Xbox Game Pass é um serviço de subscrição que te dá acesso a uma biblioteca de jogos extensa. Este conta, por exemplo, com todos os jogos dos Microsoft Game Studios assim que são lançados, ou títulos da Electronic Arts.

“Não vamos colocar novos lançamentos num modelo de subscrição", afirma Jim Ryan

“Não vamos colocar novos lançamentos num modelo de subscrição. Estes jogos custam mais de 100 milhões de dólares a desenvolver. Não achamos que isso seja sustentável”, afirmou, referindo-se à possibilidade de fazer o mesmo na PS5.

Jim Ryan, CEO da PlayStation
Jim Ryan, CEO da PlayStation

“Para nós, ter um catálogo de jogos não é algo que defina uma plaforma”, reitera. “Quero fazer os jogos maiores e melhores. Portanto coloca-los num modelo de subscrição no primeiro dia, ara nós, apenas não faz sentido”, concretiza.

Se esperavas algo semelhante ao Xbox Game Pass, confirma-se totalmente que a Sony não tem planos para que tal aconteça. Continuarão a haver soluções como o PlayStation Now, mas onde não estão propriamente os jogos mais recentes.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.