Serão os utilizadores a decidir se a Apple continuará a ouvir gravações da Siri

Carlos Oliveira
Comentar

Depois da polémica gerada pelo facto de funcionários da Apple ouvirem as gravações da Siri, a empresa decidiu rever as suas políticas no assunto. Contudo, a decisão poderá não ser aquela que esperávamos.

Tal como pode ler-se no site da Apple, será o utilizador a decidir se quer que a tecnológica ouça, ou não, as suas interações com a Siri. Entre outros tópicos, o utilizador passará a ter um maior controlo sobre o que a empresa fará com as suas gravações.

As novas práticas da Apple em relação às gravações da Siri

  • Primeiro, por padrão, não manteremos mais as gravações de áudio das interações com a Siri. Continuaremos a usar transcrições geradas por computador para ajudar a melhorar a Siri.
  • Segundo, os utilizadores poderão optar por ajudar a melhorar a Siri, aprendendo com amostras de áudio das suas solicitações. Esperamos que muitas pessoas escolham ajudar a melhorar a Siri, sabendo que a Apple respeita os seus dados e possui fortes controles de privacidade. Aqueles que optarem por participar poderão optar por sair a qualquer momento.
  • Terceiro, quando os clientes aceitarem, apenas funcionários da Apple poderão ouvir amostras de áudio das interações com a Siri. A nossa equipa trabalhará para excluir qualquer gravação que seja determinada como um despertar inadvertido da Siri.

Em suma, a Apple admite não eliminar, por completo, a prática de audição das interações com a Siri. Por defeito, essa prática estará desativada, mas caso aceites ajudar a melhorar as capacidades da assistente virtual da Apple, terás alguém do outro lado a ouvir tudo aquilo que dizes.

Se estavas à espera que a Apple terminasse definitivamente com esta prática, então ficarás desiludido com este comunicado. No entanto, é reforçado o poder de decisão dos utilizadores, esperando nós que a empresa cumpra com o prometido.

Apple diz valorizar a privacidade dos seus utilizadores

A empresa norte-americana começa o seu comunicado reafirmando o seu compromisso com a privacidade dos seus utilizadores. Isso é algo que todos os seus executivos têm defendido repetidamente.

É por isso que este escândalo com as gravações da Siri causou tanto impacto no seio dos utilizadores Apple. Afinal a privacidade que a tecnológica diz presar não era tanta quanto seria de esperar.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.